Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Consumo de gás natural sobe 3,2% em fevereiro

Segmento automotivo foi um dos destaques com avanço de 3,4%, reflexo do reajuste da gasolina e do etanol

O consumo de gás natural no país subiu 3,2% no mês de fevereiro em relação a janeiro de 2015. Na comparação entre o primeiro bimestre deste ano e do ano passado, o aumento foi de 8,8%.  Segundo levantamento estatístico da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (ABEGÁS), um dos destaques ficou por conta do avanço do consumo automotivo, que apresentou alta de 3,4% em fevereiro, na comparação com janeiro deste ano. “A alta reflete o aumento da procura pelo gás natural veicular em virtude do reajuste da gasolina e do etanol. Em fevereiro o GNV esteve em média 38% mais barato que a gasolina e 16% mais barato que o etanol”, destaca o presidente-executivo da ABEGÁS, Augusto Salomon.

De acordo com o executivo, a expectativa do setor é dobrar o uso do GNV em todo o país. “Além de mais econômico, o custo por quilômetro rodado é 61% mais barato em relação à gasolina e 59% em comparação ao etanol, é um combustível ambientalmente mais amigável, 20% menos poluente que gasolina e 15% menos em comparação ao etanol”, informa.

Após o período de sazonalidade em janeiro, o uso residencial do gás natural voltou a subir. O consumo no setor subiu 12,5% em fevereiro, comparado a janeiro de 2015, e 10,4% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Apresentando recuperação nos dois primeiros meses do ano, os segmentos comercial e industrial cresceram 6,5% e 2,4%, respectivamente. O despacho termelétrico, que vem puxando o aumento do consumo desde o ano passado, segue em alta. Na comparação com o mês anterior houve aumento de 3,3% no consumo das térmicas. Na comparação do 1º bimestre de 2015 com o do ano anterior, o aumento foi de 26,8%.

Já a cogeração a gás natural apresentou retração de -1%, na comparação entre fevereiro e janeiro de 2015. O resultado reflete uma pequena recuperação dos níveis de águas nas hidrelétricas, por conta das chuvas no último mês.

O segundo mês do ano fechou com um consumo de 80,6 milhões de m³/dia em média e expansão de 12,4% na extensão da rede distribuição. O número de consumidores cresceu 8,4%. Hoje são mais de 2,6 milhões em todo país, atendidos por mais de 28,4 mil quilômetros de rede de distribuição.

Fonte: Comunicação ABEGÁS

 

Notícias relacionadas