Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Sudeste é a região em que o GNV apresenta maior economia

Rio de Janeiro supera a média e atinge 64%

Para quem usa GNV, os estados do Rio de Janeiro e do Espirito Santo são os que registram economia acima da média nacional, acima de 60% na comparação com o custo por quilômetro rodado com o etanol. São Paulo e Minas Gerais também registram bons índices com até 57% de vantagem a quem abastece com GNV.

Para quem roda uma média de 2.500 km/mês no Rio de Janeiro, é possível economizar até R$ 512 (ante uso da gasolina) a R$ 721 (frente ao etanol).  No Espírito Santo, o custo com o quilômetro rodado com GNV é, em média, de R$ 0,17, frente aos R$ 0,34 com a gasolina e R$ 0,43 com o etanol.

Em São Paulo, o GNV apresenta um custo de R$ 0,15 por quilômetro rodado.  Para percorrer a mesma distância com gasolina, o consumidor desembolsa R$ 0,33 com etanol, R$ 0,36. A economia pode variar de R$ 443 a R$ 508 mensais para quem usa GNV e percorre uma média de 2.500 km/mês.

Em Minas Gerais, a economia mensal aumentou desde a última análise realizada pela Abegás. Quem roda uma média de 2.500 km/mês com GNV consegue poupar R$ 430 (frente à gasolina) e R$ 525 (ante o etanol). No último estudo, os valores eram R$ 411 (economia frente à gasolina) e R$ 462 (etanol).

Para realizar a análise, a Abegás utiliza como referência o veículo Fiat Siena, que já contempla em seu manual de fábrica o consumo com os três combustíveis e percorre 13,2 km por metro cúbico de GNV, 10,7 km com gasolina e 7,5 com o etanol. A base de dados para o estudo é norteada pelos preços publicados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás natural e Biocombustíveis (ANP) para consumidores que rodam 2.500 km por mês.

 

Fonte: Comunicação ABEGÁS

Notícias relacionadas