Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Lucro líquido da Gasmig chega a R$149,3 milhões

A Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) apurou lucro líquido de R$ 149,3 milhões em 2017, resultado 52,8% superior ao registrado em 2016, quando o valor chegou a R$ 97,6 milhões. O montante, segundo o presidente da companhia, Pedro Magalhães, deve-se, entre outros fatores, ao maior volume de gás distribuído e ao crescimento da receita bruta da estatal, que atingiu o patamar de R$ 1,77 bilhão no ano passado.

“De maneira geral, a indústria mineira começou a reagir no decorrer de 2017, principalmente no que se refere aos setores de mineração e siderurgia. Além disso, o aumento da base de clientes e o crescimento da frota de veículos movidos a GNV (gás natural veicular) no Estado também foram fundamentais para o bom desempenho da Gasmig no ano passado”, explicou.

Ao todo, a receita líquida cresceu 22,5%, chegando a R$1,4 bilhão no fim do exercício anterior, devido ao aumento de médio de 7,8% nas tarifas e ao incremento do volume de gás distribuído na rede. Já o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$ 271,1 milhões no ano, alta de 40% frente a 2016.

A receita operacional bruta por segmento teve como principal destaque o setor industrial, que respondeu por 79,3% do resultado e cresceu 13% em termos de volume e 18% em valores comerciais. Em seguida, as termelétricas responderam por 12,8% e tiveram altas de 67% e 52%, respectivamente.

A receita operacional do setor automotivo, por sua vez, avançou 2% em volume e 7% em valores, impulsionadas por diversas ações de incentivo da Gasmig, como campanhas de revitalização das oficinas e pela promoção GNV Roda Mais.

“Registramos aumento da frota de veículos e, somente no que se refere aos carros que foram ligados, mil unidades equivalem a 90 mil residências em termos de consumo. Isso gera uma média de crescimento de 8% ao mês”, avaliou.

Mas todos os segmentos apresentaram crescimento em relação ao ano de 2016. O volume total de gás distribuído no ano passado atingiu 1,32 bilhão de metros cúbicos. Considerando os segmentos industrial, comercial, automotivo e residencial, o volume vendido cresceu 12,7% na comparação com 2016, atingindo 957,6milhões de metros cúbicos.

Residencial – O segmento residencial, em ampla ascensão, cresceu 238,1%, atingindo 4,2 milhões de metros cúbicos. No acumulado do ano anterior, a estatal adicionou 15.670 novos clientes nesse segmento, atingindo 30.605 Unidades Domiciliares Autônomas (UDAs).

Além disso, a companhia obteve eficiência a partir da redução de despesas operacionais e, adicionado o impacto das reversões fiscais (exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins), alcançando os resultados de 2017.

Para 2018, os planos e ações seguem ainda mais agressivos. De acordo com o presidente da Gasmig, a meta é encerrar o exercício com o consumo veicular próximo a 10 mil novos veículos. Atualmente, Minas conta com cerca de 35 mil carros convertidos. “A ideia é chegarmos aos 45 mil”, finalizou.

Segundo ele, a promoção GNV Roda Mais, lançada em dezembro de 2017, já vem mostrando resultados. Desde o início da promoção, até o fim de março de 2018, foram convertidos mais de mil veículos. Esse resultado positivo no número de conversões é refletido no volume de vendas de gás natural para o segmento automotivo em todo o Estado, onde a Gasmig possui atualmente em operação 51 postos que comercializam o GNV.

 

Fonte: Gasmig / Comunicação

Related Posts