Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petrobras reduz diesel e gasolina em meio a discussões sobre preços

Petrobras anunciou a redução de 1,53% no preço do diesel e diminuição de 2,07% preço de gasolina comercializados nas refinarias. O litro do diesel A nas refinarias passará de R$ 2,3716 nesta terça-feira para R$ 2,3351 amanhã. O preço da gasolina A subirá de R$ 2,0867 para R$ 2,0433 o litro, no mesmo período.

Este será o primeiro recuo no preço da gasolina nas refinarias desde 3 de maio, quando houve queda de 0,99%, e também o primeiro no valor do diesel desde 12 de maio (-0,89%). Ontem, a companhia elevou em 0,90% o preço da gasolina, e subiu 0,97% o preço do diesel, nas refinarias – variações válidas a partir desta terça-feira.

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pelo método, os reajustes acontecem com maior frequência, inclusive diariamente. Desde o início do método, o preço da gasolina comercializado nas refinarias acumula alta de 55,47% e o do diesel, valorização de 56,88%.

Em março deste ano, a empresa passou a anunciar os preços do litro da gasolina e do diesel vendidos pela companhia nas refinarias – e não mais os percentuais de reajuste.

Reuniões

Nesta terça-feira, o governo continua as discussões sobre medidas para conter a elevação do preço dos combustíveis. O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, tinha reunião marcada nesta manhã com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, e o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco.

Participam também do encontro o diretor financeiro da estatal, Ivan Monteiro; o secretário-executivo de Minas e Energia, Márcio Félix; e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

Ontem, o presidente Michel Temer realizou um encontro sobre o assunto, mas sem a presença do presidente da Petrobras.

Após a reunião, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que hoje ocorreria um encontro técnico para avaliar medidas. O ministro-chefe da Casa Civil , Eliseu Padilha, informou que o governo busca formas para dar uma resposta ao aumento dos preços dos combustíveis.

 

Fonte: Valor Online

Notícias relacionadas