Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha sem direção única com receio sobre sanções dos EUA

Os preços do petróleo fecharam sem direção única nesta terça-feira (22), com o contrato do Brent, referência global, atingindo novas máximas em três ano e meio, enquanto que a referência americana (WTI) caiu. Os investidores ficaram divididos entre o risco de diminuição da oferta da commodity a partir do Irã e Venezuela por conta de possíveis sanções pelos Estados Unidos e as expectativas para o relatório semanal de estoques, que será divulgado nesta quarta (23).

O petróleo Brent para julho (ajustado) subiu 0,44%, a US$ 79,57 o barril na ICE Futures, em Londres, depois de ter furado a barreira de US$ 80 mais cedo. Já o WTI para o mesmo mês saiu de uma máxima intradia de US$ 72,72 para encerrar em queda de 0,20%, a US$ 72,20 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex).

Robbie Frazer, analista de commodity da Schneider Eletric, atribuiu a baixa da referência americana à “volatilidade intradia usual”.

Venezuela

Em crise política e econômica, a Venezuela vê a sua produção de petróleo cair diante do aperto das sanções contra o país. O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou na segunda (21) um decreto que impõe novas sanções econômicas contra o país latino-americano, proibindo os cidadãos americanos de se envolverem em negociações de papéis relacionados ao petróleo e outros ativos do governo da Venezuela.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts