Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Importação de gás aumenta, mas oferta total diminui em março

Volume trazido do exterior em março é de 27,5 milhões de m³/dia, contra 24,9 milhões de m³/dia em fevereiro

O Brasil aumentou em março a importação de gás natural, em comparação com fevereiro, para compensar a menor oferta nacional no mês. Foram trazidos do exterior, 27,5 milhões de m³/dia, em média, contra 24,9 milhões de m³/dia do mês anterior. Por outro lado a oferta total caiu de 55,5 milhões de m³/dia para 52,1 milhões de m³/dia. As informações são do Boletim de Acompanhamento da Indústria de Gás Natural, do MME. No mês, o país produziu 106,7 milhões de m³/dia em março.

Só da Bolívia, vieram 25,06 milhões de m³/dia de gás, contra 22,54 milhões de m³/dia. O resto da oferta importada foi complementada pela regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) na malha, que foi de 2,43 milhões de m³/dia.

Considerando somente a malha interligada – que exclui o sistema isolado do Norte do país – a oferta nacional também caiu: passou de 50,72 milhões de m³/dia em fevereiro para 47,55 milhões de m³/dia.

Demanda cai

A demanda total em março também registrou retração. Foram 73,51 milhões de m³/dia de gás contra 75,81 milhões de m³/dia demandados em fevereiro. A maior parte do gás foi destinado à indústria, que consumiu no mês 33,88 milhões de m³/dia, contra 40,32 milhões de m³/dia do mês anterior.

A demanda termelétrica, que já havia registrado retração em fevereiro, voltou a ter queda, com o menor despacho de usinas. Foram destinados para geração elétrica 23,37 milhões de m³/dia, contra 24,40 milhões de m³/dia no mês anterior.

 

Fonte: Brasil Energia Online

Related Posts