Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Terminal de GNL de Santa Catarina deve receber licença ambiental até o fim do ano

Com investimentos aproximados de R$ 480 milhões, projeto terá capacidade de regaseificação de até 15 milhões de m³/dia

O Terminal Gás Sul (TGS), de regaseificação de gás natural, deve receber licenciamento ambiental, por parte do Ibama, até o fim deste ano. A previsão foi dada, nesta quinta-feira (27/9), pelo diretor de Desenvolvimento de Negócios da Golar Power, Edson Real.

O projeto, situado em São Francisco do Sul (SC), terá capacidade de regaseificação de até 15 milhões de m³/dia e se conectará com o trecho sul do Gasoduto Brasil-Bolívia (Gasbol). Os investimentos estão estimados em cerca de US$ 120 milhões, ou aproximadamente R$ 480 milhões, considerando o câmbio atual, na casa dos R$ 4.

O TGS deverá ter uma configuração semelhante ao terminal de GNL da Bahia, além de um gasoduto submarino, de cerca de 2 quilômetros, ligando a unidade de regaseificação, por meio da Baía de Barbitonga, ao município de Itapoá. De lá, seria conectado ao Gasbol.

Em palestra na Rio Oil & Gas, Edson Real adiantou ainda que outro projeto em vias de ter a licença concedida em breve é o do terminal Vila do Conde, no município de Barcarena (PA). Esse terminal terá dupla finalidade: ofertar gás para geração termelétrica e abastecer o mercado com uma solução de gás liquefeito, chamado small scale, onde o produto é colocado em carretas diretamente do terminal e levado aos locais desprovidos de abastecimento por meio de uma rede de distribuição.

 

Fonte: Brasil Energia Online

Related Posts

Leave a reply

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.