Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha em alta, apoiado por câmbio e de olho nos estoques dos EUA

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, 19, apoiados pelo dólar em geral mais fraco durante o pregão da commodity. Além disso, investidores monitoraram o relatório semanal de estoques dos Estados Unidos.

O petróleo WTI para janeiro, que venceu hoje, fechou em alta de 2,08%, a US$ 47,20 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o WTI para fevereiro, contrato mais líquido, avançou 3,37%, a US$ 48,17 o barril. Na ICE, o Brent para fevereiro teve ganho de 1,74%, a US$ 57,24 o barril.

A expectativa pela decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) deixou o dólar em geral em queda durante boa parte do dia. Com isso, o petróleo, cotado na moeda americana, fica mais barato para os detentores de outras divisas, o que aumenta o apetite dos investidores.

Além disso, os contratos tiveram recuperação após as fortes quedas recentes, quando atingiram as mínimas desde agosto de 2017. O Credit Suisse informou em nota que cortou sua projeção para o preço do barril em 2019 e 2020. Antes, o banco suíço projetava o WTI em US$ 57 o barril e o Brent em US$ 67, mas agora prevê US$ 54 e US$ 63, respectivamente.

No noticiário do setor, o ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid Al-Falih, afirmou estar confiante de que deve ser atingido o equilíbrio no mercado em 2019. Segundo ele, o corte recente na oferta decidido em acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de aliados, como a Rússia, deve ajudar a conseguir isso.

Nos EUA, o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) informou que os estoques de petróleo do país recuaram 497 mil barris na última semana, ante expectativa dos analistas de queda maior, de 3,1 milhões de barris. Já os estoques de gasolina cresceram 1,766 milhão de barris, ante previsão de alta de 1 milhão de barris, e a produção diária ficou estável.

 

Fonte: IstoÉ Dinheiro / Estadão Conteúdo

Related Posts

Leave a reply

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.