Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Mudanças na distribuição de gás devem evoluir no médio prazo

O mercado de distribuição de gás natural no Brasil possui alto potencial de crescimento, com possibilidade de expansão no curto a médio prazo, apesar das incertezas regulatórias. É o que aponta estudo publicado pela agência de classificação de risco Fitch Ratings, publicado na terça-feira (26/2).

A boa estimativa se deve à diminuição do papel da Petrobras no setor de gás, o que deve ampliar a concorrência entre fornecedores, melhorando as condições de compra da molécula e com possibilidades de aumentar a competitividade do gás na comparação com outras fontes de energia.

O relatório também destaca a baixa penetração das distribuidoras nos segmentos residencial, comercial e industrial, mostrando que ainda há potencial relevante de crescimento.

Hoje, o setor conta com distribuidoras de gás em todos os estados do país. A maioria tem como sócia a Petrobras, por meio da Gaspetro, que costuma deter cerca de 24,5% de participação societária. Apenas os estados do Rio de Janeiro e São Paulo, que são os principais mercados consumidores, contam com distribuidoras privatizadas.

 

Fonte: Brasil Energia

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Você deve ser logado postar um comentário.