Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo avança, mesmo com queda dos estoques abaixo da expectativa

Os preços do petróleo encerram a sessão de quarta-feira (3) em alta, mesmo com dados de estoques dos Estados Unidos, divulgados hoje pelo Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês), apontando uma queda inferior à expectativa de consenso dos analistas consultados pelo “Wall Street Journal”. O movimento de alta também busca corrigir parte das perdas de terça (2), quando os contratos futuros da commodity recuaram mais de 4%.

Os contratos mais líquidos do Brent, referência global, para setembro encerraram a sessão em alta de 2,27%, a US$ 63,82 o barril, na ICE, em Londres, enquanto os do WTI, referência americana da commodity, para agosto fecharam o dia em alta de 1,93%, a US$ 57,34 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex). Ontem, os contratos do Brent encerraram o dia com retração de 4,08%, a US$ 62,40 o barril, e os do WTI fecharam a sessão em queda de 4,80%, a US$ 56,25 o barril.

Mais cedo, dados divulgados pelo Departamento de Energia apontaram que os estoques de petróleo bruto nos EUA tiveram queda abaixo da esperada na semana passada, de 1,085 milhão de barris, a 468,491 milhões, ante expectativa de queda de 2,6 milhões.

Apesar da queda abaixo das expectativas, os estoques de petróleo caíram pela terceira semana consecutiva e, segundo analistas, devem voltar a cair na semana que vem, após a forte demanda impulsionada pelo feriado de 4 de julho.

Também segundo o DoE, os estoques de gasolina caíram o correspondente a 1,583 milhões na semana passada, a 230,642 milhões, ante expectativa de redução maior, de 2,5 milhões de barris no período. Os estoques de destilados – que incluem diesel e óleo para calefação – cresceram 1,408 milhões de barris, a 126,788 milhões, ante expectativa de queda de 600 mil barris na semana.

De acordo com a Baker Hughes, empresa prestadora de serviços ao setor de petróleo e gás, o número de sondas de perfuração em atividade nos EUA caiu o correspondente a 5 na semana, a 788, menor número desde fevereiro de 2018. Assim, a contagem, que foi especialmente divulgada nesta quarta-feira, nesta semana, devido ao feriado da Independência nos Estados Unidos amanhã, apontou o primeiro recuo após duas semanas seguidas de alta.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts