Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha em alta após dado de emprego surpreendente nos EUA

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta na sexta-feira, 5, dia em que foi divulgado o relatório de emprego dos Estados Unidos, que apontou a criação de 224 mil empregos em junho no país, o que fortalece expectativas pela demanda da commodity.

O petróleo WTI para agosto fechou em alta de 0,29%, a US$ 57,51 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex). Na comparação semanal, porém, houve queda de 1,64%. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o Brent para entrega em setembro avançou 1,47%, a US$ 64,23 o barril, mas na semana a variação foi negativa, de 0,79%.

Nesta sexta, os EUA divulgaram a criação de 224 mil novos postos de trabalho, número bem acima da mediana da previsão de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, que previam geração de 160 mil vagas. Com o dado que surpreendeu o mercado, espera-se que a economia americana demandará uma maior quantidade da commodity.

Há, também, temores constantes em relação à oferta, considerando as tensões geopolíticas em torno do Irã. Nesta sexta, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), braço nuclear das Nações Unidas, informou que deve se reunir no dia 10 de julho a pedido dos Estados Unidos para discutir um posicionamento sobre o país persa, que anunciou na segunda-feira ter ultrapassado os limites de urânio enriquecido estabelecidos pelo acordo nuclear internacional de 2015.

Os ganhos foram contidos, no entanto, pelo dólar forte, que torna o óleo mais caro para detentores de outras divisas. Em relatório, a Capital Economics prevê que o consumo de petróleo fique pressionado neste ano diante do crescimento global mais fraco, mas também destaca que a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de aliados de manter o acordo para conter a oferta deve “pelo menos agir como um piso para o preço do petróleo”.

 

Fonte: IstoÉ Dinheiro / Estadão Conteúdo

Related Posts