Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Petróleo fecha em alta ante dúvidas sobre a capacidade de retomada da produção saudita

Os preços do petróleo voltaram a subir nesta quinta-feira (19) motivados pela continuidade das tensões geopolíticas no Oriente Médio e pela notícia publicada pelo “Wall Street Journal”, obtida por meio de fontes do mercado, que aponta que a Arábia Saudita está buscando importar petróleo para cumprir com suas entregas, depois do ataque a duas instalações da estatal petroleira Saudi Aramco no último sábado (14).

Os contratos para novembro do Brent, a referência global, fecharam em alta de 1,24%, a US$ 64,40 o barril, na ICE, em Londres. Isso depois de subir mais de 2% durante a sessão desta quinta e atingir a máxima de US$ 65,57 com a notícia do “Wall Street Journal”. O West Texas Intermediate (WTI), referência americana, bateu na máxima de US$ 59,54, mas desacelerou e fechou em leve alta de 0,03%, a US$ 58,13 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex) – somente dois centavos de dólar acima do fechamento anterior de US$ 58,11.

Na semana, a alta acumulada do preço da commodity é de 6,84% para os contratos futuros do Brent e de 6,07% para os futuros do WTI, puxados principalmente pela disparada de quase 15% da segunda-feira (16), primeiro dia útil após o ataque de sábado às instalações da petroleira saudita.

 

Fonte: Valor Online

Notícias relacionadas