Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Empresa prevê novos investimentos em gás natural na cidade

Naturgy irá construir rede no corredor da Estrada União e Indústria, entre a Barão do Rio Branco e Corrêas

Com uma base de seis mil clientes – incluindo residências e algumas das principais indústrias da cidade, como GE Celma, Xerium Technologies e Werner – a Naturgy pretende investir em uma rede de quatro quilômetros no corredor entre a Avenida Barão do Rio Branco e a Estrada União e Indústria, até a altura de Corrêas. A ideia é reforçar o fornecimento do gás canalizado em um local com grande demanda – na região, dois condomínios foram inaugurados recentemente, e outro está em obras.

Em visita ao Diário, a equipe da Naturgy falou um pouco sobre o programa de expansão que a antiga CEG – o nome da empresa foi trocado no ano passado – tem para Petrópolis, e a importância estratégica do município, que foi o primeiro localizado em região serrana do Brasil a receber o gás natural, em 2006.

Atualmente, a rede da Naturgy está capilarizada nos principais corredores do primeiro distrito. O serviço está disponível em bairros como Quitandinha, Coronel Veiga, Castelânea, Alto da Serra, Valparaíso, Centro, Bingen, Mosela, Quarteirão Ingelhein e Duchas, além do Centro da cidade. Recentemente, uma obra levou o gás encanado também para o distrito de Itaipava.

De acordo com a empresa, o primeiro ponto pensado para a implementação de novas redes é a demanda. Ou seja: lugares com maior número de clientes ou em franco crescimento são vistos como prioridades para a empresa. Em 2019, foram realizadas 30 novas obras de canalização, em 1,7 quilômetros de novas redes e ramais, beneficiando 250 novos clientes.

A Naturgy atua em 73 cidades, sendo 53 do Estado do Rio e outras 20 no interior de São Paulo. Petrópolis é um dos principais municípios da nossa atuação, até pelo tempo em que estamos na cidade. Por conta disso, a cidade é uma das mais desenvolvidas atualmente. Além dos clientes residenciais, o serviço é fornecido para as indústrias e também é utilizado para abastecer os postos de combustíveis com o Gás Natural Veicular (GNV).

 

Fonte: Jornal Diário de Petrópolis Online

Notícias relacionadas