Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Menos gás na China

A PetroChina suspendeu alguns contratos de importação de gás, incluindo de embarques de gás natural liquefeito (GNL) e gás importado através de dutos, à medida que a queda sazonal na demanda se soma ao impacto gerado pela epidemia de coronavírus sobre o consumo. As informações são da agência Reuters. A empresa emitiu avisos de força maior para ornecedores de gás via gasodutos e para ao menos um fornecedor de GNL, embora não tenha sido possível obter de imediato detalhes sobre a força maior. A PetroChina, principal produtora e fornecedora chinesa de gás canalizado, não respondeu de imediato a pedidos por comentários feitos pela Reuters. Um porta-voz da estatal KazTransGas, empresa que trabalha com exportações de gás, não possuía comentários imediatos sobre o tema, enquanto representantes da russa Gazprom não foram encontrados para comentar.

 

Fonte: Valor Econômico

Related Posts