Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

CEGÁS entrega Selo Verde para clientes em evento virtual

A CEGÁS entregou na quinta-feira, em evento virtual, o Selo Verde da CEGÁS para 25 empresas e clientes dos segmentos comercial e industrial, especialmente convidados para o evento. A solenidade contou com a presença do presidente da CEGÁS, Hugo Figueirêdo, dos diretores Fábio Norcio e Flávio Barros, e de gerentes e assessores.

O Selo Verde é uma ação que visa distinguir os clientes da CEGÁS como usuários de um tipo de energia mais limpa, inovadora e eficiente. A exemplo de outros selos de certificação, que agregam valor aos seus detentores, o Selo Verde é distribuído entre os clientes residenciais, veiculares, comerciais e industriais da CEGÁS, para que sejam exibidos para seus clientes, moradores, passageiros e funcionários. tualmente, cerca de 15% do gás natural distribuído pela CEGÁS são gerados a partir da decomposição de resíduos orgânicos depositados no Aterro Sanitário de Caucaia, principal destinação de todo o resíduo sólido recolhido em Fortaleza. Trata-se do GNR (Gás Natural Renovável), combustível produzido numa planta da unidade de captação e tratamento instalada no aterro.Além da geração de energia, o GNR evita que mais de 610 toneladas de CO2 sejam lançadas na atmosfera, anualmente, o equivalente à retirada diária de mais de 800 mil litros de diesel do setor de transportes. Isso contribui para minimizar a emissão de gases de efeito estufa, contribuindo, positivamente, para as futuras gerações.

Na rede de distribuição da CEGÁS, O GNR é misturado ao gás natural extraído no mesmo processo de produção do petróleo. O gás natural é considerado um combustível mais limpo e seguro, já que não apresenta restrições dos órgãos ambientais, melhora a qualidade do ar e dispensa equipamentos de controle de emissões. Além disso, o gás natural não emite cinzas, praticamente elimina a emissão de compostos de enxofre e dispensa a manipulação de produtos químicos perigosos. Por ser mais leve do que o ar, ele é mais seguro, já que não se acumular no ar.

O presidente Hugo Figueirêdo agradeceu a participação dos clientes e destacou o esforço da CEGÁS em realizar um atendimento de qualidade durante o período da pandemia. Segundo ele, neste período, a Companhia flexibilizou as condições de pagamento de seus clientes e mobilizou equipes especiais para que o gás natural chegasse em hospitais e indústrias que produzem insumos essenciais para o atendimento de vítimas do novo coronavírus.

Figueirêdo ressaltou, ainda, que o objetivo do Selo Verde é agregar mais valor às marcas das empresas clientes da CEGÁS. Segundo ele, o selo permite associar à imagem dos seus detentores valores de proteção do meio ambiente e de incentivo de práticas de vida saudável. “Tudo isso é possível por que o gás natural é considerado uma energia mais limpa e segura”, disse.

A diretora geral do Hospital Unimed de Fortaleza, Fernanda Colares, afirmou que a instituição adota como política a busca constante da sustentabilidade nas áreas social, econômica e ambiental.  Ela destacou que o Selo Verde reforça essa diretriz e que vai usar o selo com muito orgulho.

Os representantes do Hospital Leonardo da Vinci, especializado em tratar vítimas da Covid-19, disseram que a instituição já nasce com o DNA da sustentabilidade e que era uma alegria, em 5 meses de funcionamento do Hospital, receber o Selo Verde da CEGÁS.

Rita Salvador, do Assahi Motel, afirmou que tinha muito orgulho de participar da solenidade e receber o Selo Verde, já que todos os setores empresariais estão se movimentando no sentido da sustentabilidade ambiental. “Parabenizo a CEGÁS, tanto na questão do atendimento ao cliente, nesse momento de crise, como por essa iniciativa”. Afirmou, ainda, que, em breve, pretende ampliar o uso do gás natural para todas as unidades da rede de motéis.

 

Fonte: CEGÁS / Comunicação

Related Posts