Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Sergas recebe doação de livros da Unit

No último dia (16), o magnífico reitor da Universidade Tiradentes, professor Jouberto Uchôa, juntamente com o vice presidente institucional, Saumíneo Nascimento, realizaram uma expressiva doação de livros ao acervo do espaço cultural que está sendo criado pela Sergas para seus colaboradores. Diversos exemplares, de títulos variados, irão enriquecer ainda mais o acervo literário da biblioteca da companhia.

A doação surgiu de uma solicitação que o presidente da Companhia, Valmor  Barbosa, fez a instituição de ensino superior. Entre as doações, exemplares de temas diversos, que acrescentarão ao acervo até então modesto. “Em nome da Sergas e da diretoria executiva nós agradecemos toda atenção, dessa figura icônica da sociedade sergipana, que é o professor Joubert Uchôa”, afirmou Valmor Barbosa.

O professor Uchôa destacou na oportunidade seu encantamento pela ideia da Sergas, em oferecer um espaço de tamanha relevância, em termos culturais, para os funcionários. “Nunca fiz ideia que a Sergas fosse a expressão de empresa pública com ações privadas.  A Unit está aqui, trazendo a sua contribuição para essa biblioteca, que me encantou, uma repartição pública de direito privado, se preocupando com educação e cultura. Por isso sempre digo que ninguém ama o que não conhece.  Isso você não vê em canto nenhum”, completou.

Para o vice presidente de relações institucionais do grupo Tiradentes, Saumíneo Nascimento, a iniciativa da Sergas é extremamente elogiosa e merece os parabéns. “É um local que propicia aos funcionários, clientes e visitantes opções de leitura, contato e acesso a livros que remetem à história de nosso estado e, pensando nisso, o presidente da Sergas, Valmor, solicitou e à Universidade Tiradentes, na pessoa do seu reitor, Jouberto Uchôa, acolheu a solicitação”, completou.

Sobre o espaço

A ideia de montar uma pequena biblioteca na Sergas, deu-se por iniciativa de alguns funcionários, entre eles a assistente organizacional, Adriana Diniz, no ano de 2019, quando os cinco primeiros exemplares foram levados para empresa e logo os colegas foram fazendo doações ao acervo inicial.

Localizado em um birô no canto de uma sala, o espaço foi percebido pelo presidente da companhia,  Valmor Barbosa. Por sempre defender a ideia de que cultura tem que ser valorizada, ao iniciar uma reforma na recepção, Valmor incluiu uma sala, no mesmo ambiente, para designar o espaço cultural, como um local de estudo e leitura para os funcionários. A ideia foi apoiada pelos diretores Enaldo Valadares e Lauro Perdiz.

“Ao perceber o layout da reforma, em um ambiente nobre da companhia, resolvemos aproveitar uma sala para transformá-la em um espaço agradável e que a cultura seja inspiradora, uma biblioteca. Como este intuito, estamos providenciando a harmonização e decoração do espaço para que o trabalhador, ao adentrar o local para pesquisar ou selecionar o título para sua leitura,  tenha satisfação em utilizar este ambiente, tendo melhor qualidade de vida no meio corporativo, além de ser uma forma de valorizarmos cada vez mais o trabalhador da Sergas”, frisa o presidente.

Fonte: Sergas / Comunicação

Related Posts