Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha em alta, impulsionado pelas notícias relacionadas às vacinas

Os contratos futuros do petróleo fecharam a segunda-feira (23) em alta, recebendo suporte do progresso contínuo no desenvolvimento das vacinas contra a covid-19, ainda que a pandemia siga avançando de maneira expressiva em diversas partes do mundo.

Os contratos futuros do West Texas Intermediate (WTI) para o mês de janeiro encerraram o dia em alta de 1,50%, aos US$ 43,06 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York. Os futuros do Brent para o mesmo mês avançaram 2,44%, aos US$ 46,06 o barril, na ICE, em Londres. Foi o maior nível de fechamento para a referência global desde o mês de março.

“O otimismo em torno dos desenvolvimentos de vacinas continua a animar o sentimento, apesar dos atuais bloqueios que estamos vendo em toda a Europa e com o número de casos de covid-19 dos EUA agora ultrapassando a marca de 12 milhões”, disse Warren Patterson, chefe de estratégia de commodities do ING, em uma nota.

Hoje, a Universidade de Oxford e a AstraZeneca comunicaram que sua vacina chegou a até 90% de eficácia na prevenção de infecções e não apresentou efeitos colaterais graves em um grande teste.

A injeção foi criada a partir de uma metodologia de vacina mais tradicional do que a tecnologia baseada em genes, utilizada pela Moderna e Pfizer. A vacina da AstraZeneca não precisa ser armazenada em temperaturas abaixo de zero, tornando sua logística de distribuição mais fácil, segundo especialistas.

Na semana passada, a Pfizer e a BioNTech entraram com um pedido de aprovação de emergência nos EUA para sua vacina, que afirmam ter sido 95% eficaz em um teste de estágio final. A Moderna, por sua vez, disse que sua vacina candidata provou ser 94,5% eficaz.

Enquanto isso, os EUA contabilizaram 141.641 novos casos de covid-19 no domingo e pelo menos 834 pessoas morreram, de acordo com um rastreador do New York Times. Na semana passada, os EUA tiveram uma média de 171.461 casos por dia, 54% a mais que a média de duas semanas atrás, e os casos estão aumentando em 50 estados e territórios, colocando pressão sobre hospitais e sistemas de saúde.

Espera-se que a disseminação da doença reduza a atividade econômica e a mobilidade em torno do feriado do Dia de Ação de Graças nos EUA, comemorado nesta quinta-feira, o que deve pesar no aumento da demanda por gasolina relacionado ao feriado.

Também dando força aos futuros do petróleo estão as notícias de um suposto ataque a uma estação de distribuição da Saudi Aramco em Jeddah, na Arábia Saudita.

“Embora a geopolítica esteja em segundo plano este ano, já que o mundo está preocupado com a pandemia, as tensões no Oriente Médio foram reanimadas nesta manhã depois que o porta-voz militar huti do Iêmen confirmou que o grupo disparou um míssil em uma estação de distribuição da Saudi Aramco operando em Jeddah e emitiu mais um aviso às empresas estrangeiras para serem cautelosas, uma vez que ‘as operações continuarão’ “, disse a StoneX.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts