Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Gás natural contribuiu com a recuperação econômica catarinense em 2020

Conforme informações divulgadas pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC), Santa Catarina encerrou 2020 com arrecadação positiva de 2,3%, mesmo no cenário de crise causado pela pandemia do novo coronavírus. Dados da SCGÁS mostram que o Gás Natural, que supre as indústrias, veículos, comércios e residências catarinenses, teve considerável participação nessa retomada econômica. O insumo registrou crescimento de 47% na média diária de vendas desde abril, resultado superior ao crescimento da média nacional.

Desde o início da pandemia a Companhia implementa medidas para auxiliar seus clientes, o que incentivou o consumo de gás natural durante a crise. Para o setor industrial, que teve que paralisar suas atividades em meados de abril, a distribuidora aplicou política comercial extraordinária e não cobrou as penalizações, juros e multas previstas no contrato com as indústrias devido à redução no consumo. Além disso, deu possibilidade de postergação e parcelamento no pagamento das faturas. Por isso, a inadimplência foi reduzida de 18% para menos de 3% no período mais crítico da crise, hoje, encontra-se abaixo de 1%.

Para o Gerente Comercial Industrial e Veicular, Rafael Barreto Nicolazzi, a política praticada pela SCGÁS contribuiu para que as indústrias pudessem “atravessar a crise mantendo suas atividades, até retomarem ao patamar normal de produção, e em alguns casos, até aumentar seu patamar de produção, como foi observado no segmento industrial ao longo do segundo semestre de 2020”.

Outro fator que auxiliou para a retomada no período foi a redução média de -13,5% na tarifa de gás natural em julho. No segmento veicular essa redução foi a mais expressiva, com queda de -14,2% na tarifa praticada aos postos.

Para auxiliar os motoristas que tiveram seus serviços afetados durante a crise, a SCGÁS realizou aproximação com as empresas, oficinas, postos e representantes dos sindicatos de GNV (Gás Natural Veicular) e, por meio de uma campanha, mostrou as vantagens e a competitividade do produto. O resultado foi o crescimento de 40% no consumo de GNV desde abril e o aumento de 2.366 veículos com kits GNV emplacados no Estado. Segundo dados do Denatran, até novembro, a frota de GNV no Estado era de mais de 109 mil veículos.

O Presidente da Companhia, Willian Anderson Lehmkuhl explica que a empresa ofereceu as flexibilidades urgentes e necessárias que o mercado demandava.

Willian Anderson Lehmkuhl
“As políticas adotadas pela SCGÁS ao longo do ano foram reconhecidas pelos clientes, contribuindo com as empresas catarinenses no pior momento da crise econômica, auxiliando no fluxo de caixa tão necessário para a manutenção das atividades e do emprego”.

 

 

Fonte: SCGÁS / Comunicação

Related Posts