Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Preço do gás natural às distribuidoras segue fórmulas pactuadas, diz Petrobras

A Petrobras esclareceu que os preços dos contratos de gás natural vendido pela companhia às distribuidoras estaduais seguem fórmulas paramétricas previamente pactuadas, com atualizações trimestrais.

O comentário ocorre depois que a Abegás fez um apelo para que a estatal adote, nos preços do gás natural, o mesmo tratamento dado ao GLP, combustível que teve redução de preço anunciada pela companhia.

De acordo com a Petrobras, a opção por reajustar o gás natural a cada três meses evita a volatilidade de preços, que são associados ao câmbio e ao preço internacional do barril de petróleo tipo Brent, além de obedecer às condições negociadas durante os processos das chamadas públicas para aquisição de gás natural pelas distribuidoras.

A companhia lembrou também que o processo de aprovação das tarifas é realizado pelas agências reguladoras estaduais.

“A Petrobras esclarece que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais”, disse.

Ontem, a Petrobras anunciou uma queda de 5,6% nos preços médios de venda para as distribuidoras do GLP nas refinarias, que passam de R$ 4,48 por quilo para R$ 4,23 por quilo a partir de hoje.

Logo depois do anúncio, a Abegás afirmou que a redução é um indicador da capacidade da empresa de ofertar combustível a preços mais competitivos.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts