Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Preço do diesel está 14% acima do praticado no mercado internacional, diz Abicom

Com o petróleo em queda e o dólar mais fraco, o preço do diesel no mercado brasileiro está 14% acima do praticado no mercado internacional, no quarto dia após a queda de R$ 0,20 por litro concedida pela Petrobras nas suas refinarias, segundo levantamento da Abicom.

Para atingir a paridade seria possível uma redução de R$ 0,64 por litro, informa a entidade.

O último reajuste no preço do diesel pela Petrobras – uma queda de 3,5% – começou a vigorar na última sexta-feira (05).

A gasolina teve duas reduções consecutivas pela Petrobras no final de julho, totalizando um desconto de R$ 0,35 por litro nas refinarias da estatal. Nesta segunda-feira (08), o preço no mercado interno está 8% acima do praticado no Golfo do México, usado como referência pelos importadores, uma diferença de R$ 0,28 por litro.

A Acelen, controladora da refinaria de Mataripe, privatizada no final do ano passado e responsável por 14% do fornecimento de derivados no País, tem feito reajustes semanais da gasolina e do diesel, e, desta maneira, tem acompanhado a paridade internacional mais de perto do que a Petrobras. O preço da refinaria está apenas 5% acima da paridade internacional, tanto para o diesel quanto para a gasolina.

Na sexta-feira (05), a Acelen reduziu o diesel em 7,5% em alguns mercados, ficando em média com os preços abaixo dos praticados pela Petrobras. Já o preço da gasolina caiu 9%, também em alguns mercados, enquanto outros permaneceram estáveis.

 

Fonte: Broadcast / Ag.Estado

Related Posts