Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Potigás contempla 12 projetos no ‘Edital Natural Como Fazer o Bem’

A Potigás divulgou nesta segunda-feira (09), a relação dos projetos aprovados no Edital Natural Como Fazer o Bem 2022/2023. Lançado em novembro de 2022, o programa tem como objetivo contemplar projetos socioculturais e esportivos que promovam a inclusão social e contribuam com o desenvolvimento sustentável do Rio Grande do Norte.

Dentro do Programa de Incentivo RN+ Esporte e Lazer Professor Sebastião Cunha foram selecionados os projetos: Transformando o Futuro através do Esporte; Circuito Arena do Sol; Intercampus; e Apoio à Formação de Atletas de Futebol nas Categorias de Base de Apodi e Região.

Quanto à Lei Estadual de Incentivo à Cultura Câmara Cascudo foram selecionados os projetos: Ecolorindo os Muros com Sustentabilidarte; Seridó Criativo; Demaré nas Escolas: Oficina Cinema | Produção de Micro Documentário; 1º Encontro Mossoroense de Cultura Popular; Cine Papai Noel em 3D; Amaro Bezerra e o Boi de Prata; Ubu: o que é Bom Tem que Continuar!; XVII FESTUERN (Festival de Teatro da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte).

No total, 65 projetos foram inscritos e passaram por habilitação técnica, jurídica, fiscal e trabalhista. O resultado do edital está disponível no endereço: potigas.com.br/natural.

Para a seleção dos projetos, foram levados em consideração critérios como o alinhamento com os objetivos do edital e com os valores da Potigás, qualidade técnica e histórico do projeto, possibilidade de atingir o maior número de participantes ou beneficiários, relação custo/benefício, viabilidade técnica, econômica e financeira do projeto, condições de sustentabilidade, atuação nos municípios considerados prioritários pela Potigás, além da potencialidade de consolidação da imagem da empresa.

Os selecionados agora serão convocados para assinatura do contrato de patrocínio. “De maneira geral, selecionamos projetos que vão impactar diretamente no futuro das comunidades onde eles estão inseridos, projetos que beneficiam crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social ou que contribuam com a geração de emprego e renda”, destaca Marina Melo, diretora presidente da Potigás.

 

Fonte: Potigás / Comunicação

Related Posts