Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Crédito do BNDES para gasoduto argentino fará parte de financiamento amplo de exportações, diz Lula

O presidente Lula voltou a defender nesta segunda (26) o financiamento do gasoduto Presidente Néstor Kirchner, na Argentina. Segundo o presidente, trata-se de assegurar exportações brasileiras para o maior parceiro comercial brasileiro no Mercosul.

“Fico muito satisfeito com as perspectivas positivas de financiamento do BNDES à exportação de produtos para a construção do gasoduto Presidente Néstor Kirchner”, afirmou.

O petista recebeu o presidente da Argentina, Alberto Fernández, no Palácio do Itamaraty, para o anúncio do plano de 90 ações com o objetivo de relançar a “aliança estratégica” entre os dois países. Agenda bilateral envolve energia e mineração — incluindo a cadeia de lítio.

O acordo bilateral planeja, entre outras ações, “estruturar e decidir sobre a operação de crédito para financiar as exportações de produtos brasileiros para a construção do gasoduto Presidente Néstor Kirchner”, em Vaca Muerta, na Bacia de Neuquén.

Expansão de infraestrutura doméstica de gás pode ser ponte para exportação

Ao demandar financiamento brasileiro, a Argentina está buscando garantir a infraestrutura necessária para escoar o gás natural produzido na região, onde estão as importantes reservas de óleo e gás não convencionais (shale) do país.

Além de atender o mercado doméstico argentino, a construção do gasoduto pode permitir que a Argentina comercialize o gás natural para o Brasil, em um projeto futuro.

A iniciativa vai envolver Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC); Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF); Comitê de Financiamento e Garantia das Exportações (COFIG); e a estatal Energía Argentina (ENARSA).

“Todo mundo tem a ganhar: as empresas e os trabalhadores brasileiros e os consumidores argentinos”, acrescentou Lula.

É a quarta visita de Fernández ao Brasil neste ano, a convite de Lula. O país vizinho busca alternativas para a escassez de divisas e o financiamento do comércio entre os países.

Fonte: Epbr

Related Posts