Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

PPSA: produção de contratos de partilha de petróleo sobe 6,02% em maio e a de gás, 20%

A produção média dos contratos de partilha de produção em maio atingiu 819 mil bpd, 6,2% na comparação com abril, sendo o campo de Búzios, no pré-sal da bacia de Santos, responsável por quase 50% do resultado. Do total, a União teve direito a uma parcela de 45,7 mil bpd, um volume recorde e 32% maior do que o registrado no mês anterior, informou a Pré-Sal Petróleo (PPSA).

A parcela da União é decorrente dos contratos de Mero (31,5 mil bpd), Búzios (5,6 mil bpd) e Entorno de Sapinhoá (4,6 mil bpd). De acordo com o Boletim Mensal dos Contratos de Partilha de Produção, divulgado nesta quarta-feira, 12, na média geral os campos que mais produziram em maio foram Búzios (398 mil bpd), Mero (208 mil bpd) e Sépia (99 mil bpd).

Desde 2017, a produção total acumulada, até maio de 2023, em regime de partilha de produção foi de 463,7 milhões de barris de petróleo. A parcela acumulada de óleo da União, no mesmo período, foi de 27,4 milhões de barris.

Gás

Em maio, o aproveitamento comercial de gás natural (após queima, reinjeção e consumo próprio) foi de 2,4 milhões de m³/dia em três contratos, sendo a maior parte de Búzios (2,2 milhão de m³/dia). O resultado foi 20% maior em relação ao mês de abril, devido ao retorno da exportação de gás da plataforma P-77, no campo de Búzios, após parada para manutenção.

No mesmo período, a média da parcela da União de gás natural disponível foi de 143 mil m3/dia, sendo a maior parte do Entorno de Sapinhoá (111 mil m³/dia) e de Búzios (32 mil m³/dia). O resultado é 8% superior ao de abril.

Desde 2017, a produção acumulada de gás natural, até maio de 2023, somou 1,2 bilhão de m3. A parcela da União foi de 164,4 milhões de m³.

Fonte: Broadcast / Ag.Estado

Related Posts