Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Alckmin fala em dobrar capacidade de produção de gás natural e cita três possíveis explorações em 2024

O presidente em exercício e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, afirmou nesta segunda (04) que o Brasil pode dobrar a produção de gás natural em 2024. Ele citou três exemplos de explorações que vão ocorrer, no Rio de Janeiro e em Sergipe, a partir do próximo ano. A estimativa é de um aumento de quase 50 milhões de m³ do produto.

“O Brasil, hoje, tem 50 milhões de m³ de produção nacional. Nós importamos o gás natural, seja da Bolívia. E vai entrar no ano que vem uma boa notícia: mais 15 milhões de m³, no Rio de Janeiro, em Itaboraí, que é a ‘rota 3’. Pouquinho mais para a frente, de 15 a 18 milhões de m³, Equinor [empresa norueguesa], e ainda mais para a frente, 15 milhões, em Sergipe”, disse Alckmin.

“Então podemos dobrar a nossa capacidade de produção de gás natural. E estamos trabalhando no gás para indústria e com custo menor para setores estratégicos da indústria brasileira”, completou. Alckmin reconheceu que há problemas no custo de energia e de gás natural no país. “A Petrobras: R$ 1 do BTU [British Thermal Unit, medida usada como referência do teor calorífico do gás] é US$ 12. Nos Estados Unidos, é US$ 4,5. Claro que lá explodem rocha em terra. E nós vamos a 300 km de distância e 5.000 m de profundidade, no pré-sal, para poder extrair petróleo e gás. Mas estamos trabalhando”.

Fonte: R7

Related Posts