Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Gasmig tem maior investimento dos últimos 10 anos

A Gasmig divulgou os números de 2023. Segundo o Relatório Anual da Administração, o total de recursos disponibilizados para investimento foi de R$301,9 milhões do ano.

De acordo com Gilberto Valle, presidente da Gasmig, “até 2027, serão investidos aproximadamente R$ 2,3 bilhões. E, se somarmos, até 2032, vamos investir R$ 5,2 bilhões”, destaca.

O Relatório afirma que, em 2023, a Gasmig alcançou importantes marcos financeiros, como faturamento bruto de R$ 4,155 bilhões, patrimônio líquido de R$1,305 bilhão e lucro líquido de R$ 596,1 milhões.

“Somos uma Companhia pautada no profissionalismo, trabalho em equipe, integridade e ética. A Gasmig reflete a sustentabilidade na sua gestão, alinhamento ao Plano de Negócios da Companhia, divulgação e transparência das ações, tomada de decisão responsiva, inclusiva, participativa e representativa em todos os níveis e, até mesmo, a influência para parceiros eliminarem os riscos de violação de valores de Ética e Compliance. Os nossos números refletem os nossos valores e o nosso trabalho”, explica o presidente.

2023 em números

Somente em 2023, a Gasmig comercializou um total aproximado de 1 bilhão de metros cúbicos de gás natural. O volume equivale a, aproximadamente, 2,8 milhões de metros cúbicos por dia, para o mercado não-térmico, considerando também o volume que foi distribuído ao mercado livre.

Só para exemplificar, a carteira de clientes atendidos pela Companhia teve crescimento de 16,11% em relação ao ano anterior, superando à marca de 95 mil consumidores. Foram construídos cerca de 70 km de extensão de gasodutos na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), Vale do Aço, Mantiqueira e Sul de Minas.

Também houve realização das etapas de projetos, licenciamento e aquisição de materiais para o Projeto Centro-Oeste, o maior projeto de expansão da Gasmig dos últimos 10 anos.

Com relação à busca de opções de oferta de gás natural, no final de 2023, a Gasmig assumiu compromisso com dois novos supridores, Equinor e Shell, com precificação melhor que os contratos vigentes, gerando modicidade tarifária para todo o mercado de gás de Minas Gerais.

Projeto Centro-Oeste

Um dos importantes marcos da Gasmig é a realização do “Projeto Centro-Oeste”, que vai expandir a malha de gasodutos para a região do Centro-Oeste de Minas, onde serão investidos aproximadamente R$ 800 milhões, agregando a rede de distribuição existente cerca de 300 km adicionais de gasodutos.

O processo de licenciamento ambiental foi concluído no final de 2023 e as obras começaram em março deste ano, com duração estimada de 24 meses. “Desde a concessão da licença do COPAM, nós já comemorávamos, pois este projeto é um marco significativo para a Companhia. Aquele momento foi o resultado de um processo meticuloso, no qual a Gasmig demonstrou seu comprometimento em minimizar impactos ambientais e adotar medidas de mitigação eficazes”, explica o presidente da Gasmig.

Assim sendo, a rede chegará aos municípios de Betim, Sarzedo, São Joaquim de Bicas, Igarapé, Juatuba, Mateus Leme, Itaúna e Divinópolis. Além de impactar aproximadamente 1 milhão de habitantes, a região beneficiada representa 10% do PIB Industrial do Estado e 7% do PIB total de Minas Gerais. Só para ilustrar, a expectativa de volume total distribuído é de 238 mil m3/dia, com início de atendimento previsto para o 1º semestre de 2025.

“A região Centro-Oeste de Minas é um importante polo industrial do Estado que ainda não contava com infraestrutura de gás natural. Esta é uma região que conta com a presença de municípios com grande concentração demográfica e de PIB industrial atrativo. E, sempre pensando no futuro, este gasoduto foi dimensionado possibilitando uma expansão futura do sistema de distribuição de gás para o triângulo mineiro”, lembra Gilberto Valle.

Transição energética

De olho na transição energética, em 2023, a Gasmig participou do grupo de trabalho formado entre vários entes públicos e coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE) para o fomento da utilização do biometano em Minas, que originou a Resolução SEDE N.º 34/2023, de 05/09/2023.

Dessa maneira, a Companhia abriu, em novembro de 2023, a primeira chamada pública para aquisição de biometano. Este tipo de gás é um produto derivado da purificação do biogás que, por sua vez, é o gás retirado do processo de decomposição anaeróbica (na ausência de oxigênio) de resíduos orgânicos.

O biometano é uma das soluções mais promissoras na substituição de um combustível fóssil e altamente poluente, para uma alternativa de combustível renovável, com menos emissão de gases de efeito estufa e mais autonomia dos países produtores. Assim, a Companhia reforça seu compromisso em atuar ativamente na transição energética, buscando alternativas mais limpas e sustentáveis, como é o caso do biometano.

Sustentabilidade

Uma ação significativa na busca da sustentabilidade, foi a definição interna das diretrizes sustentáveis para as licitações de aquisições de serviços e bens da Companhia. Desse modo, as licitações utilizarão de critérios ambientais para contratações, minimizando possíveis impactos ambientais.

“Estamos investindo muito neste tema. Buscamos garantir que os nossos eventos tenham certificação Carbon Neutral, com emissões de gases de efeito estufa contabilizadas e neutralizadas, por meio da alocação definitiva de créditos de carbono. Também implementamos um plano estratégico de ESG, que é uma jornada contínua de desenvolvimento ambiental, social e de governança, por essência colaborativa e plural”, esclarece Gilberto Valle.

Ainda em 2023, a Gasmig se tornou um membro da Carbon Disclosure Project (CDP), que é uma instituição sem fins lucrativos, que administra o sistema de divulgação global para investidores e sociedade das ações de gerenciamento dos impactos ambientais das empresas participantes.

Além disso, a Companhia também realizou uma série de iniciativas significativas em prol da sustentabilidade e responsabilidade social, abordando os pilares ambiental, social e de governança (ESG). Como resultado, a Gasmig demonstra a responsabilidade e comprometimento com a comunidade em que atua, seus clientes, fornecedores, colaboradores, investidores e sociedade em geral.

Incentivos

Contribuir para o desenvolvimento da sociedade mineira. Este é, sobretudo, um dos principais objetivos da Gasmig.

Dessa forma, por meio de leis de incentivos federais e estaduais, a Companhia destinou, aproximadamente, R$10 milhões para projetos culturais, esportivos, gastronômicos, de assistência ao idoso, à saúde, à infância e à adolescência.

“Além de distribuidora de gás, somos uma empresa que investe no desenvolvimento da sociedade, que busca o aumento gradual e contínuo da diversidade da força de trabalho, priorização de programas de Saúde, Segurança e Bem-estar para todos. Incentivamos e apoiamos ações educativas voltadas à disseminação da cultura inclusiva e atuamos, firmemente, contra o preconceito estrutural e institucional”, salienta o presidente da Companhia.

A Companhia

Como concessionária de distribuição de gás natural canalizado, a Gasmig proporciona aos mineiros uma fonte de energia importante para o desenvolvimento e crescimento do Estado.

“O gás natural é uma solução competitiva e que favorece a transição energética, já que é mais seguro, pois, por ser mais leve que o ar, se dissipa rapidamente em caso de vazamento. É mais prático, já que permite diversas aplicações, tem fornecimento contínuo e não exige estocagem. E é mais sustentável, pois emite menos poluentes para o meio ambiente e auxilia na redução de impactos ambientais”, ilustra o presidente.

Além disso, melhora a competitividade das indústrias mineiras e criação de novos empregos.

Atualmente, a Gasmig atende a 47 municípios de 7 mesorregiões do Estado (Metropolitana de BH, Sul e Sudoeste de Minas, Zona da Mata, Campo das Vertentes, Vale do Rio Doce, Oeste de Minas e Vale do Mucuri).

Os clientes da Companhia estão distribuídos entre indústrias, estabelecimentos comerciais e de serviços, postos de revenda de Gás Natural Veicular (GNV), empresas de distribuição de Gás Natural Comprimido Industrial (GNCI) e de Gás Natural Comprimido Veicular (GNCV). Além disso, também atende a empresas do segmento de cogeração, geração e climatização, bem como a unidades residenciais e usinas termelétricas.

“No Brasil, apenas 13% da população utiliza o gás natural como matriz energética. Temos grandes oportunidades no segmento”, finaliza Gilberto Valle.

Fonte: Gasmig / Comunicação

Related Posts