Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Gasmig enfatiza compromisso de minimizar impacto ambiental na construção do gasoduto Centro-Oeste

Minimizar o impacto ambiental na construção do gasoduto Centro-Oeste é uma preocupação da Gasmig.

Afinal, ações para minimizar estes impactos está previsto, também, na estratégia ESG da Companhia.

A implementação de um Plano de Sustentabilidade é uma jornada contínua de desenvolvimento ambiental, social e institucional, por essência colaborativa e plural, e ela deve ser percorrida em conjunto com nossos colaboradores, clientes, investidores, parceiros e com o mercado.

Dessa forma, cuidar da fauna e da flora nativas é uma precaução de todos os envolvidos na tarefa de levar o gás natural para todos os mineiros.

O resgate do ninho

Na manhã de sexta-feira (19/04), no Centro de Operação Logística Centro Oeste, no município de Juatuba, foi encontrado um ninho de pássaros com dois ovos, em meio à pilha de tubos.

Como resultado, a Companhia acionou a Linha Ambiental, empresa contratada para mitigar o impacto ambiental, que fez o resgate.

De acordo com a empresa, por conta do ambiente é impossível realocar, já que não possui nenhuma vegetação próxima. Os ovos e o ninho serão encaminhados para uma instituição de ensino para os devidos cuidados.

A espécie

Acredita-se que os ovos são da espécie Rolinha-roxa, que é uma ave columbiforme da família Columbidae.

Historicamente, esta é uma das primeiras espécies brasileiras a se adaptar ao meio urbano, e ainda é a espécie nativa mais comum em boa parte das grandes cidades brasileiras.

É curioso notar que costuma ser encontrada em maior quantidade em locais alterados pelo homem do que em seu próprio habitat original que são as áreas de cerrados e campos.

Outros nomes

Conhecida também como rolinha-barreirinha, rola-cabocla (Paraíba), rola-caldo-de-feijão, rolinha-caldo-de-feijão (Paraíba e Ceará), sangue-de-boi (Piauí), picuí-peão, rola, pomba-rola, rola-grande, rola-roxa, rola-sangue-de-boi (Pernambuco e Bahia), rolinha-comum, rolinha-vermelha, rolinha-juruti, rolinha-roxa e pomba-café.

Em várias áreas do Nordeste do Brasil o nome “rolinha-vermelha” é usado tanto para se referir a Columbina talpacoti e a fêmea da pararu-azul Claravis pretiosa e, portanto, sugere-se que este nome popular seja evitado.

Hábitos da espécie

De acordo com o site wikiaves, a Rolinha-roxa se adapta aos ambientes artificiais criados pela ação humana, e vive muito bem em áreas abertas.

Entrou nas grandes cidades das regiões sudeste e centro-oeste do Brasil. Seja como for, esta espécie simpática e até mesmo ingênua está longe de desaparecer dos quintais de nossas casas e das praças e jardins de nossas cidades, mesmo que estes estejam em grandes prédios.

Fonte: Gasmig / Comunicação

Related Posts