Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Uso Automotivo

Seguro e ambientalmente correto. Tem sempre um posto perto de você. Você pode economizar nos gastos com combustível. Seu carro vai muito mais longe com o rendimento deste combustível. Não pode ser adulterado. O kit pode ser facilmente transferido para outro veículo. Essas e outras vantagens fizeram com que mais de 1.600.000 veículos estejam circulando com gás natural no país, como alternativa à gasolina e ao álcool.

O gás natural veicular, o GNV, é um combustível em sintonia com as necessidades do mundo moderno, conciliando eficiência, economia e respeito ao meio-ambiente. É um combustível disponibilizado na forma gasosa que, a cada dia mais, vem sendo utilizado em automóveis. A sua qualidade é garantida, pois o GNV não pode ser adulterado. A tecnologia de conversão é regulamentada e atende às normas internacionais. O cilindro de gás é muito mais resistente que o tanque de gasolina e/ou álcool e conta com sistema de segurança adequado. Além disso, não altera o combustível original do veículo. Ou seja, sempre que quiser, você pode usar gasolina e/ou álcool.

Além disso, o uso do GNV tem importante papel na redução dos níveis de poluição atmosférica, uma vez que a sua combustão com excesso de ar tende a ser completa, liberando apenas dióxido de carbono (CO2), em menor proporção que os combustíveis líquidos, e água (H2O). Por ser um combustível gasoso, possui um sistema de abastecimento e alimentação do motor isolado da atmosfera, reduzindo bastante as perdas por manipulação para abastecimento e estocagem.

Se tudo isso não bastasse, a conversão proporciona uma média de economia de até 65% sobre o valor do litro da gasolina. Aliado ao custo do combustível, o GNV é mais econômico, pois ele tem um rendimento de 20% maior em relação à gasolina e de 50% maior em relação ao álcool.

Vantagens técnicas

O GNV se apresenta como uma promissora alternativa de combustível automotivo. Ao compararmos com combustíveis tradicionais (como gasolina e óleo diesel), apresenta importantes vantagens técnicas, como por exemplo:

  • Temperatura de ignição superior torna seu manuseio mais seguro;
  • Menor densidade que o ar atmosférico: em caso de vazamento, possibilita rápida dissipação na atmosfera, reduzindo a probabilidade de concentrações na faixa da inflamabilidade;
  • Por atingir uma combustão quase completa, o GNV reduz os resíduos de CO2 e vapor d’água, além de inibir a formação de resíduos de carbono no motor, podendo aumentar a vida útil e o período entre as manutenções;
  • Por causa das altas pressões de operação, o GNV é comercializado dentro de elevados padrões de segurança, o que praticamente elimina a possibilidade de escape do produto para o meio ambiente;
  • Baixa formação de resíduos na combustão;
  • Combustível limpo e seco, não se mistura nem contamina o óleo lubrificante;
  • Pode permitir um maior intervalo entre as trocas de óleo lubrificante, sem comprometer a integridade das partes componentes do motor;
  • O gás natural é odorizado, para facilitar a detecção de possíveis vazamentos.

Vantagens econômicas

  • Menor gasto no uso do GNV, se comparado com a gasolina e o álcool hidratado;
  • Menor desgaste das partes e componentes do motor e um maior intervalo entre as trocas de óleo lubrificante;
  • Investimento inicial em conversão poderá ser abatido em poucos meses, dependendo do combustível original do veículo. Ex.: se um usuário rodar em média 250 km/dia durante 22 dias no mês, a economia será possivelmente maior que o custo da conversão;
  • Desconto no valor do IPVA em alguns Estados.

Segurança

  • As normas de segurança relacionadas à conversão do gás natural veicular são extremamente rígidas e seus controles são mais rigorosos do que a maioria das normas relacionadas a outros itens do veículo, por exemplo.
  • Os componentes do sistema de conversão são testados exaustivamente pelos fabricantes, assegurando uma confiabilidade elevada.
  • Em caso de escapamento, o GNV se dissipa rapidamente na atmosfera, evitando concentrações de produtos potencialmente perigosos.
  • Apresenta um ponto de autoignição elevado (650°C).
  • As normas de projeto e construção dos Postos de Abastecimento são tão ou mais severas do que aquelas empregadas na conversão dos veículos.
  • Padrão de segurança nas instalações de GNV no mínimo igual ou superior àquelas encontradas para os combustíveis líquidos.