Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha semana negativa com dólar em alta

Os preços do petróleo fecharam sem direção única na sexta-feira, fechando a semana em terreno negativo.

Os contratos do petróleo WTI para outubro recuaram apenas dois centavos na sessão, a US$ 67,75 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex), enquanto o Brent para novembro fechou em alta de 0,4%, a US$ 76,83 o barril na ICE, em Londres. Ambos os benchmarks acumularam perdas na semana, de cerca de 3% e 1%, respectivamente.

As tensões comerciais e os receios com os mercados emergentes impulsionaram o dólar, o que torna as commodities indexadas em dólares, como o petróleo, mais caros para investidores em moeda estrangeira. Hoje, o dólar opera em alta de 0,39%, a 95,38 pontos.

Ontem, o relatório de estoques de petróleo e derivados nos EUA apontou um aumento combinado de quase 5 milhões de barris nos estoques de gasolina e destilados, mais do que compensando a queda de 4,302 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto, derrubando os preços.

“O aumento dos estoques de refinados parece ter tido um efeito maior nos preços do que a queda no petróleo bruto. Os estoques de gasolina nos EUA estão no maior nível em pelo menos cinco anos”, disse Warren Patterson, estrategista de commodities do ING Bank.

O Brent chegou a superar US$ 80,00 o barril nesta semana, em função de receios de que uma tempestade tropical pudesse interromper a produção no Golfo do México. Além disso, a possibilidade de mais sanções dos EUA contra o Irã também impulsionou os preços.

Segundo o analista-chefe de commodities da SEB Markets, Bjarne Schieldrop, o baixo nível de capacidade ociosa em países da Opep – incluindo interrupções na produção da Venezuela – significam que os mercados devem permanecer com os preços elevados.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts

Leave a reply

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.