Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

SCGás: Segunda fase das obras na rede isolada de Lages iniciam acelerando o projeto de interiorização de gás natural em SC

Pensando no desenvolvimento e interiorização da oferta de Gás Natural em Santa Catarina, a SCGÁS iniciou a mobilização para a segunda fase das obras na rede isolada de Lages, que irá conectar quatro indústrias, entre elas a Vossko e Sanovo. Com investimento na ordem de R$ 4,5 milhões, as obras devem ocorrer até dezembro deste ano, implantando cerca de 10 km de rede de Gás Natural.

Na semana passada iniciou-se o desfile de tubos, etapa em que a tubulação é deslocada ao trecho que será implantada. Na segunda (08), a empresa contratada recebeu a máquina de Furo Direcional que permitirá o início do assentamento da Rede. O Gás Natural é considerado serviço essencial, por isso, as obras seguem. Além de atender dois importantes clientes industriais, a expansão da rede pode levar desenvolvimento a outros clientes da região, inicialmente comércios e indústrias estão sendo prospectados pelas equipes comerciais.

Entre as vantagens do Gás Natural em indústrias, comércios, residências e usuários de GNV, destaca-se a competitividade e o fornecimento contínuo. Samuel Bortoluzzi Schmitz, Gerente de Engenharia, enfatiza os diferenciais das obras realizadas pela SCGÁS: “Nesta obra estamos utilizando o método de construção não destrutivo, através de furo direcional, que minimiza os impactos ao dia a dia da mobilidade dos cidadãos lageanos. Dessa forma, a SCGÁS cumpre o seu papel de ampliar a distribuição do gás natural aos catarinenses”.

Projeto pioneiro

A rede estruturante de Lages é a primeira rede isolada de Gás Natural de Santa Catarina e faz parte do projeto de interiorização da SCGÁS, que objetiva levar Gás Natural para novas regiões catarinenses. Inaugurada em julho do ano passado, a rede estruturante funciona com o modal GNC (Gás Natural Comprimido) e garantirá o fornecimento de gás natural ao Município até a chegada da rede de distribuição.

Fonte: SCGÁS / Comunicação

Related Posts