Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Governo de Alagoas e Algás inauguram 18,3km de rede de Gás Natural canalizado

Em resposta aos problemas geológicos causados pelas atividades da Braskem, o Governo de Alagoas e a Algás inauguraram, na terça (09) um empreendimento de gás natural ligando o bairro de Cidade Universitária até Cruz das Almas.

O empreendimento que foi projetado e construído para substituir o duto estruturante de gás natural existente na região do Mutange, tem expansão de 18,3km e contou com um investimento de mais de 20 milhões de reais distribuídos em serviços de construção e montagem, fiscalização e tubos, gerando mais de 120 empregos diretos.

A cada notícia sobre o agravamento dos eventos geológicos na região nos bairros do Pinheiro e Mutange, a Algás ficava assustada pelo risco de paralisação do duto do Mutange, e por isso a Gerência de Engenharia projetou e iniciou o novo empreendimento, mantendo a qualidade de distribuição de gás natural.

“A entrega oficial do empreendimento “Cidade Universitária x Cruz das Almas” marca um ciclo (2019-2024) de muito suor, doação, comprometimento da equipe da Gerência de Engenharia (Projetos, fiscalização e gestão de contratos da Algás), gerando em cada um de nós o sentimento de “dever cumprido” e, principalmente, a certeza de que fizemos o nosso melhor em prol da sociedade Alagoana”, afirma André Alves, Gerente de Engenharia da Algás.

Segundo o gerente, o principal objetivo do empreendimento é garantir a segurança operacional e continuidade do fornecimento de gás natural para os clientes, “beneficiando residências, comércios, indústrias, hotéis, hospitais, dentre outros”.

Com esse projeto é garantido o abastecimento de gás natural de maneira contínua e segura para toda população da cidade de Maceió e a desativação do duto do Mutange elimina riscos de acidentes em razão de uma eventual ruptura do solo. O governador Paulo Dantas destacou que a iniciativa conjunta com a Algás é um esforço para garantir a segurança, acesso à energia limpa e sustentável e desenvolvimento social e econômico no estado.

Fonte: Algás / Comunicação

Related Posts