Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

França constrói planta de biometano do esgoto para injetar na rede pública

O grupo francês Suez começou a construir em março a maior usina de biometano daquele país a partir da digestão de lodo de estação de tratamento de esgoto. O biometano será injetado na rede de gás canalizado da cidade de Marselha, onde fica a estação.

O projeto envolve investimentos de € 9,2 milhões para converter o tratamento do lodo da estação por meio de biodigestores para gerar biogás, que será captado e transformado em biometano.

A estimativa é a de que o novo processo gere 2,3 milhões de Nm3 por ano de biometano para injeção na rede a partir de janeiro de 2019. A planta foi concebida para futura expansão, podendo chegar a 3,8 milhões de Nm3/ano. O biometano injetado na rede pública é suficiente para suprir 2.500 residências, que substituindo o gás natural diminuirá em 30% as emissões de CO2 da região. Outra opção que deve ser explorada pelo projeto é gerar biometano para uso veicular.

O Brasil pode seguir caminho semelhante ao francês, visto ter sido autorizado em 2017 por resolução da ANP (685/2017) a injeção de biometano proveniente de esgoto na rede de gás canalizado.

 

Fonte: Brasil Energia Online

Related Posts