Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo devolve alta e fecha em leve baixa, com tensão EUA-China

Os preços do Brent e do WTI fecharam em leve baixa na sessão desta segunda-feira (17), apesar do ajuste negativo no dólar, que costuma dar suporte à commodity. Os contratos do Brent para novembro encerraram o dia com perdas de 0,06%, a US$ 78,05 por barril, na ICE, em Londres, enquanto os do WTI para o mesmo mês cederam 0,14%, a US$ 68,68 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex), devolvendo os ganhos observados mais cedo em ambas as referências.

Relatório divulgado na segunda-feira pela Administração de Informação de Energia (EIA), do Departamento de Energia, indicou que a produção das sete maiores operações de xisto nos Estados Unidos deve crescer o correspondente a 79 mil barris/dia em outubro, para 7,594 milhões de barris/dia, com destaque para a Bacia Permiana, no oeste do Texas e sudeste do Novo México, que deve registrar aumento de 31 mil barris/dia no período.

O cenário mais amplo para as commodities continua a ser impactado por preocupações quanto a uma escalada da tensão comercial entre EUA e China, com o governo americano tendendo a efetivar a implementação de tarifas de 10% sobre US$ 200 bilhões em importações da China. O país asiático diz que rejeitará a proposta dos EUA de retomar negociações, caso venha a implementar as tarifas, aponta a Bloomberg.

Nesta segunda-feira, o chefe da assessoria econômica da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que as reformas econômicas em curso na China estão indo na direção errada, o que mantém os EUA a caminho de anunciar, em breve, as tarifas sobre os produtos chineses. Uma escalada nas tensões comerciais tende a restringir o potencial de crescimento global, afetando a demanda por petróleo e outras commodities.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts

Leave a reply

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.