Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Bolívia vai fornecer 1,2 milhão de m³/dia para Mato Grosso do Sul

YPFB será sócia em empreendimento termelétrico no estado e pode participar de outros projetos de distribuição

O estado do Mato Grosso do Sul e o governo da Bolívia assinaram, nesta quarta-feira (19/12), acordo de fornecimento de gás natural, que prevê a entrega de 1,2 milhão de m³/dia ao projeto termelétrico Termo Fronteira, a partir de 2025 por um período de 25 anos, com possibilidade de ampliação de fornecimento para até 2,5 milhões de m³/dia. O acordo é válido por 25 anos. Além disso, a YPFB será sócia no empreendimento. A expectativa do governo do estado é, a partir de assinatura desse acordo, conseguir habilitar a usina para um dos leilões de energia nova.

A entrada dos bolivianos como potenciais supridores da chamada pública das distribuidoras do Centro-Sul também foi discutida no evento. O presidente da MSGás, Rudel Trindade, diz que os bolivianos têm grande interesse em participar da licitação em função do alto volume de gás – em torno de 10 milhões de m³/dia. Em meados de janeiro, deve ocorrer a reunião que selará a participação da YPFB como agente ofertante.

O acordo foi assinado pelo presidente da MSGás e pelo seu colega da estatal boliviana, Óscar Barriga. O presidente boliviano, Evo Morales, participou da solenidade de assinatura e comentou que, com esse acordo, abrem-se novos mercados para a estatal da Bolívia.

O ministro dos Hidrocarbonetos, Luiz Alberto Sanchez, ressaltou que esse acordo permite aos bolivianos voltarem sua atenção para pelo menos quatro estados estados brasileiros para onde podem vender gás: Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Justamente os principais entes da federação que estão ao longo do traçado do Gasbol. Ainda está prevista a realização de estudos para que a YPFB participe de projetos futuros de expansão da rede de distribuição no Mato Grosso do Sul.

 

Fonte: Brasil Energia

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Você deve ser logado postar um comentário.