Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Vídeo mostra visita de 1.000 alunos da rede pública à exposição no Espaço CEGÁS de Cultura

Cerca de 1.000 alunos da rede pública de ensino de Fortaleza passaram pelo Espaço CEGÁS de Cultura entre os meses de agosto e outubro (veja o vídeo). Eles vieram conhecer e apreciar as obras da Exposição Mórulas,do artista plástico Marcos Oriá, que esteve aberta para visitação pública até o dia 3 de outubro passado.

No processo de formação de um bebê, a fase mórula é o primeiro estágio da embriogênese e ocorre entre o terceiro e o quarto dia após a fecundação, a partir de sucessivas divisões celulares, as quais transformam o zigoto em um embrião.

Marcos Oriá, que em 2003 iniciou sua carreira profissional como artista visual, passou, a partir de 2016, a materializar pesquisas nas quais observou que as fases intra e extra uterinas são na verdade uma só, ou seja, um conjunto de transformações da mesma pessoa, que apenas se inicia na fase mórula, mas continua por toda a vida.

Em “Mórulas”, Oriá decidiu sair das telas e do papel convencional para utilizar o papel amassado, que, segundo o artista, representa, ao mesmo tempo, o nascimento (papel), o envelhecimento (amassado), a morte (descarte) e o renascimento (reciclagem) que cada ser humano vive, a cada instante.

Por meio de 26 trabalhos, em acrílica e posca sobre papel amassado, ora em cores exuberantes, ora em preto e branco, Oriá pretende mostrar que desde o útero estamos em incessante transformação orgânica, emocional e espiritual e, ainda, que não somos seres descartáveis, mas recicláveis. A exposição teve apoio do SESC.

Além contemplar os quadros, os estudantes também assistiram no auditório do Espaço CEGÁS a uma série de vídeos produzidos por alunos de três escolas públicas de Fortaleza, que participaram de um projeto de audiovisual realizado pelo Cine Ceará, em parceria com a CEGÁS. Trata-se da Oficina de Cinema de Animação Cine Ceará/CEGÁS, fruto de um projeto aprovado pelo PROGRAMA CEGÁS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL.

Meio Ambiente e Gastronomia foram os temas escolhidos para a atividade. Este é o primeiro programa na área do cinema de animação da CEGÁS. Foram três oficinas, cada uma realizada na própria escola dos participantes, durante três dias, totalizando 9 horas/aula. As atividades aconteceram na Escola de Ensino Médio Liceu de Messejana, na Escola de Ensino Fundamental e Médio Iracema e na E.E.M Professora Tecla Ferreira, localizadas no entorno da sede da CEGÁS no bairro José de Alencar.

No total, 60 jovens, sendo 20 de cada escola, tiveram pela primeira vez a oportunidade de participar de uma capacitação técnica, artística e profissional, em animação. As aulas foram conduzidas pelo cineasta Telmo Carvalho, professor do Núcleo de Cinema de Animação (NUCA) da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Vídeo mostra visita de 1.000 alunos da rede pública à exposição no Espaço CEGÁS de Cultura Vídeo: Crianças na Exposição Mórulas / Ascom

Fonte: Cegás / Comunicação

Notícias relacionadas