Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Gás

Se a turbulência boliviana vier a afetar o fornecimento de gás ao Brasil, é possível ampliar a importação de outros países, sem grandes impactos de preço, segundo Pedro Franklin, diretor da Comerc Energia. Ele avalia que, hoje, o vizinho é menos estratégico do que no passado e que o Brasil só tem usado metade da capacidade do gasoduto que liga os dois países.

 

Fonte: Folha de S.Paulo / coluna Painel

Related Posts