Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Alta no preço dos combustíveis não é culpa da Petrobras, diz Parente

A elevação dos preços dos combustíveis no Brasil não pode ser atribuída à política de preços da Petrobras, que está atrelada à paridade internacional, na opinião do presidente da estatal, Pedro Parente.

“A política de preços da Petrobras é praticada em todo o mundo e é muito importante para a empresa, do ponto de vista de poder lidar com as importações e garantir uma participação de mercado justa”, afirmou o executivo, após evento na quarta-feira (28) na Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio.

Parente afirmou que “a resposta para questão do preço caro nas bombas não está na Petrobras”. “Se estamos praticando um preço cuja referência é a cotação internacional, por definição, não é um preço injusto”, disse.

Questionado sobre o aumento das importações por terceiros, Parente afirmou que “é muito bom para o país” que haja competição no mercado e que o papel da companhia é “competir numa base justa” com os demais agentes.

“Vivemos hoje a realidade de uma empresa normal, que se preocupa com participação de mercado e margem. Isso é natural”, afirmou.

 

Fonte: Valor Online

Notícias relacionadas