Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Petróleo fecha em alta com ataque a oleoduto na Arábia Saudita

Os preços do petróleo fecharam o dia em alta na terça-feira (14), após a Arábia Saudita informar que interrompeu a operação de um importante oleoduto entre o leste do país e o porto de Yanbu, no Mar Vermelho, devido ao ataque realizado por um drone armado. A sessão mais favorável a ativos de risco também deu força aos preços da commodity, que acompanhou a alta dos índices acionários europeus e de Nova York.

Os contratos do Brent para julho encerraram o dia em alta de 1,43%, a US$ 71,24 dólares por barril na ICE, em Londres. Já os preços futuros do WTI para junho fecharam a sessão em alta de 1,22%, a US$ 61,78, na divisão de Mercadorias da Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

Segundo comunicado do ministro de Energia saudita, Khalid al-Falih, foram atingidas, no início da manhã desta terça, duas estações de bombeamento de petróleo, mas os danos causados foram pequenos. A Saudi Aramco, que opera o oleoduto, interrompeu temporariamente a atividade da estrutura para avaliar sua condição.

Rebeldes Houthi do Iêmen, que contam com apoio do Irã na prolongada guerra civil iemenita, na qual os sauditas também estão envolvidos, assumiram a responsabilidade pelo ataque de hoje. Sem se referir diretamente aos Houthi, Falih observou ser importante fazer frente a ameaças terroristas.

O incidente reportado mais cedo pelas autoridades sauditas é o segundo envolvendo a indústria petrolífera do mais importante produtor do Oriente Médio em poucos dias. No domingo (12), dois petroleiros do país foram danificados no estreito de Ormuz, em episódio que o governo classificou como sabotagem atribuída ao Irã.

Os preços recuaram em quatro das cinco últimas sessões até segunda-feira (13), para o seu nível mais baixo desde 29 de março.

Apesar das quedas recentes, no ano, os contratos futuros do petróleo Brent e WTI acumulam alta de cerca de 30%.

 

Fonte: Valor Online

Notícias relacionadas