Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

O governador do Ceará defende que CEGÁS distribua Hidrogênio Verde no futuro

O governador do Ceará, Camilo Santana, defendeu ontem que a CEGÁS use sua experiência de distribuidora de gás natural para distribuir no futuro hidrogênio verde.

A defesa foi feita durante a solenidade em que o Governo do Ceará lançou o Hub de Hidrogênio Verde do Estado, programa de energia limpa que inclui a construção de uma usina no Porto do Pecém. Segundo o governo, a empresa australiana EnergyX deverá investir US$ 5,4 bilhões na implementação da planta de produção do combustível limpo.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Maia Júnior, disse que, durante o processo de elaboração do projeto do Hub, o governador sempre cobrou que a CEGÁS desempenhe o papel de distribuidora de hidrogênio no futuro. Maia destacou também o papel da CEGÁS na integração do sistema energético do Estado.

O governador considerou o lançamento do Hub como um marco histórico para a economia cearense. “Nós estamos aqui dando um pontapé inicial em um momento que eu considero histórico para o Ceará”, disse. E destacou o potencial econômico e energético do hidrogênio verde. “Nós podemos exportar essa energia para o mundo inteiro”, afirmou Camilo.

O presidente da CEGÁS, Hugo Figueirêdo, secretários de Estado, representantes da comunidade científica, o presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Ricardo Cavalcante e o reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Cândido Albuquerque, também participaram do evento.

Figueirêdo destacou o papel da CEGÁS como empresa líder nacional na distribuição do Gás Natural Renovável (GNR), combustível totalmente renovável, purificado a partir do biogás produzido pela decomposição de resíduos sólidos no ASMOC (Aterro Sanitário Municipal Oeste de Caucaia).

“Enxergamos a possibilidade de distribuir hidrogênio como uma oportunidade. A CEGÁS já está financiando estudos para superar os desafios operacionais e econômicos dessa distribuição”, disse Figueirêdo.

Durante o evento, a empresa australiana assinou um memorando de entendimento estabelecendo as condições para a implementação da usina de hidrogênio verde no Ceará.

Hidrogênio verde é o hidrogênio obtido a partir de fontes renováveis, sem a emissão de carbono. Diferentemente dos combustíveis fósseis, o aproveitamento energético do hidrogênio raramente se dá por sua combustão, e sim por meio de uma transformação eletroquímica, realizada em células conhecidas como “células a combustível”.

O oxigênio presente na atmosfera se combina com o hidrogênio, produzindo energia elétrica e água. Assim, a geração de energia por meio de células a combustível em si não causa danos ao meio ambiente.

A Agência Internacional para as Energias Renováveis (IRENA) projeta até 2025 que 6% do consumo final de energia global esteja associado ao hidrogênio.

A CEGÁS é uma empresa de economia mista e iniciou suas operações em 1994 com a missão de fornecer gás natural canalizado e soluções energéticas para o desenvolvimento do Ceará. Com uma rede de gasodutos espalhados pelo Estado, a CEGÁS fornece essa importante fonte de energia para indústrias, comércio, veículos e residências.

Além de ser mais econômico, seguro, limpo e confortável do que os demais energéticos, já que o seu fornecimento é contínuo, cerca de 15% do gás distribuído pela CEGÁS é totalmente renovável e é gerado pelo biogás produzido no aterro de lixo da Região Metropolitana de Fortaleza.

 

Fonte: CEGÁS / Comunicação

Related Posts