Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

SuperaLab sediará estudo sobre utilização de gás natural no transporte público de RP

Laboratório de inovação aberta abrigará projeto para fomento de ideias que gerem inovações ao mercado de gás natural na região

O SuperaLab – laboratório de inovação aberta, inaugurado nesta segunda-feira (9), no Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, irá sediar um estudo sobre impactos da utilização do gás natural no transporte público no município.  O projeto, GasBrasiliano Inovation Hub (GaBih), é promovido pela GasBrasiliano, empresa responsável pela distribuição de gás natural canalizado na região Noroeste do Estado de São Paulo, abrangendo 375 municípios.

O objetivo do GaBih é identificar, selecionar e captar startups e empreendedores que possam gerar soluções para atendimento ao mercado do gás natural na região, proporcionando uma melhoria na experiência dos consumidores. A parceria entre o Parque Tecnológico e a empresa foi selada com a presença do prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, do presidente do Supera Parque, Sandro Scarpelini, entre outras autoridades.

No encontro, foi anunciada a realização de um estudo sobre a aplicação do gás natural e biometano como combustível de transição energética no transporte público de Ribeirão Preto. O projeto será totalmente fomentado pela distribuidora de gás, que atende a região em parceria com a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo (Arsesp), e será executado pela Consulgas.

Na avaliação de Duarte Nogueira, a criação do SuperaLab é a comprovação da cultura da inovação em que o mundo vive. “Nós estamos hoje aqui fazendo o que precisa ser feito. O SuperLab, do Supera Parque, os ambientes de inovação e parceiros que reunimos, têm essa responsabilidade que será, com certeza, a grande exigência para o futuro, para nossa própria sobrevivência. A busca pelo conhecimento humano, a capacidade de pensar, reagir e realizar, e o ambiente de inovação do SuperaLab é justamente isso, de sabedoria, paciência, persistência e resiliência apara inovar, elementos muito importantes para o desenvolvimento da nossa cidade e do mundo”, disse.

“Em pouco mais de um ano e meio à frente do Supera Parque, tenho muito orgulho de trabalhar com essa equipe. Aqui paramos para planejar, pensar no futuro, pensar para os próximos dez anos, como se faz nos países desenvolvidos, grandes empresas internacionais, e isso é muito prazeroso. O que estamos propondo, com a criação do SuperaLab, é mais uma modalidade para se utilizar energia, e diante das circunstâncias que vivemos, se tivermos alternativas energéticas, principalmente que destruam menos o meio ambiente, ficaremos mais tranquilos, não passaremos por tantas crises. Portanto, parabéns a todos”, comemorou o presidente do Supera Parque, Sandro Scarpelini.

Estudo

O estudo promovido pela GasBrasiliano vai elaborar uma base comparativa entre o gás natural e o biometano, sob a ótica da gestão de transporte público do município. O resultado será a comparação entre as alternativas existentes, a avaliação de como as duas opções citadas anteriormente se posicionam na transição energética, e um relatório sobre os impactos nas contas públicas, nas tarifas e no meio ambiente.

A tecnologia empregada nos veículos a gás natural veicular (GNV) e biometano, utilizados no estudo, já atende à norma Euro 6 que será exigida a partir de 2023. A conclusão será compartilhada com a Prefeitura com o objetivo de contribuir para a tomada de decisão em relação à revisão da estratégia de matriz energética municipal e ao PMOB (Plano de Mobilidade Urbana). Para a distribuidora, o estudo contribuirá para alavancar a inserção do gás natural e do biometano no segmento de frotas pesadas.

 “A intensificação do debate em torno de iniciativas ESG, em especial às que visam a redução das emissões de gases de efeito estufa, bem como a aprovação e sanção da nova Lei do Gás, que abrirá caminho para a abertura do mercado de gás brasileiro, fizeram com que o gás natural e o biometano assumissem papel de destaque no desenho de estratégias de transição para uma economia de baixo carbono. A busca por alternativas energéticas que visem a redução de impactos ambientais e garantam competitividade e eficiência aos setores econômicos será uma pauta cada vez mais importante. Acreditamos que o GaBih, através deste estudo e de outros projetos que virão, será fundamental para o avanço nessa caminhada”, explica Alex Gasparetto, diretor-presidente da GasBrasiliano.

Parceira

O gerente do Supera Parque, Eduardo Cicconi, afirma que a parceria do complexo tecnológico, por meio do SuperaLab, com a GasBrasiliano tem o objetivo de promover o desenvolvimento socioeconômico da região por meio da geração de inovação.

“O empreendedorismo e a inovação tecnológica estão no DNA do Supera Parque. Nós temos como missão contribuir como o movimento crescente que existe na sociedade e que pede por ações que tornem o mundo um lugar melhor, tanto do ponto de vista ambiental quanto social, incentivando o consumo consciente dos recursos, por exemplo. Vamos usar toda a nossa expertise para o desenvolvimento de projetos que impactem positivamente a região no que diz respeito ao consumo e ao fornecimento do gás natural”, explica.

Com o SuperaLab, o Parque Tecnológico busca contribuir de forma sistemática com o ecossistema de inovação, gerando um conjunto de práticas inovadoras e proporcionando insights e conexões entre os atores. O laboratório conta com uma estrutura física de espaço compartilhado, com 170 metros quadrados – disponível para receber times de inovação das empresas parceiras, com mesas fixa de trabalho; espaço para eventos e para reuniões.

Supera Parque

O Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto, gerido pela Fipase, é resultado de uma parceria entre Universidade de São Paulo (USP), Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo. Instalado no Campus da USP local, o Parque abriga a Supera Incubadora de Empresas, o Supera Centro de Tecnologia, a associação do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde, o Polo Industrial de Software (PISO), além do Supera Centro de Negócios. Ao todo, são 82 empresas instaladas no Parque, sendo 60 no Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica e 22 empreendimentos no Centro de Negócios. O Parque Tecnológico está em expansão com a urbanização de lotes para instalação de empresas e a implantação do Container Park, um novo complexo empresarial. Outras informações sobre o Parque estão disponíveis no site superaparque.com.br.

 

Fonte: GasBrasiliano – Comunicação

Related Posts