Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha em alta e gás avança com incerteza sobre abastecimento na Europa

Petróleo e gás natural fecharam a segunda-feira (08) em terreno positivo, com o gás seguindo sua escalada diante da escassez do produto na Europa. O petróleo fechou em alta diante da informação de que a Arábia Saudita elevou seus preços oficiais de venda para clientes asiáticos. Já o gás natural registrou forte avanço, devido à incerteza em relação ao envio russo de um volume maior de gás natural para a Europa.

Os preços dos contratos para janeiro do Brent, a referência global, terminaram o dia em de 0,83%, a US$ 83,43 por barril, na ICE, em Londres, enquanto os preços dos contratos para dezembro do WTI, a referência americana, subiram 0,81%, a US$ 81,93 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

Gás Natural

Já os preços de gás voltaram a registrar forte alta na Europa, diante das incertezas em relação ao envio de um volume maior de gás da Rússia, que deveria ter começado nesta segunda (08) . Em Londres, os futuros negociados na Ice avançaram 7%. Já o gás negociado na Holanda – referência para o mercado europeu, conhecido como TTF – chegou a subir 10%.

Relatório do Goldman Sachs afirma que os investidores não deveriam esperar um fluxo torrencial de gás natural vindo da Rússia, apesar da afirmação do presidente Vladimir Putin nesse sentido. Para o banco, a expectativa é de que o país deve aumentar o fluxo de gás para o norte europeu, mas que uma normalização do envio no curto prazo é improvável, o que deve manter os preços elevados.

Em Londres, na Ice Futures, os contratos futuros para dezembro fecharam em alta de 6% a 2,02 libras por 100 mil unidades térmicas britânicas. Março fechou em alta de 7% a 1,82 libra. Em cinco dias, os preços de gás subiram 17%, avançando 77% nos últimos três meses. Em um ano, a alta já atinge 290%. Na Holanda, o gás TTF para dezembro subiu 6,11% para 78,55 euros o megawatt-hora e março subiu 6,81% a 70,55 euros.

Na Bolsa de Mercadorias de Nova York, a Nymex, o contrato para dezembro caiu 1,61%% a US$ 5,4270 por milhão de unidades térmicas britânicas, com previsões de clima mais ameno e baixa demanda.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts