Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

TAG trabalha para oferecer contratos extraordinários de curto prazo para 2022

A Transportadora Associada de Gás (TAG), controlada pela Engie, está trabalhando para oferecer aos clientes contratos extraordinários de acesso à malha de gasodutos do Nordeste, de curto prazo, para 2022, disse o diretor-presidente da companhia, Gustavo Labanca.

Ele acredita que, no ano que vem, a TAG terá novos clientes.

O mercado nordestino está, hoje, num processo de abertura. A Petrobras anunciou que não pretende renovar contratos com as distribuidoras locais e novos fornecedores negociam com as concessionárias contratos para suprimento. Para que essa abertura se concretize, no entanto, as empresas precisam assinar contratos de acesso à malha de gasodutos com a TAG, para a partir de 2022.

Labanca destacou que a abertura do mercado brasileiro de gás está acontecendo, mas numa “velocidade natural”.

“A expectativa que foi criada em torno da abertura foi muito otimista para o prazo necessário. Ainda temos um grande player dominante, a abertura é gradual. Tem uma transição e não vai ser feito em um ano, é no médio a longo prazos, mas tem muita coisa acontecendo”, disse o executivo, durante participação no evento Rio Pipeline.

Terminal deGNL

A empresa pretende conectar o terminal de regaseificação de Sergipe à malha nacional de gasodutos até o fim de 2023, disse Labanca.

O terminal sergipano de gás natural liquefeito (GNL) é operado pela New Fortress Energy e atende hoje á termelétrica Porto de Sergipe I (1.551 megawatts), projeto da Celse (sociedade entre a New Fortress Energy e a EBrasil).

Segundo Labanca, a conexão do terminal à malha de gasodutos operada pela TAG é de cerca de 25 quilômetros de extensão.

“Estamos conversando bastante com a New Fortress Energy para fazer essa integração. O cronograma é apertado, estamos tentando fazer isso até o final de 2023. O trecho é pequeno, mas temos que ver a melhor rota, estudos ambientais… Investimentos em infraestrutura levam tempo”, disse Labanca.

O executivo afirmou ainda que a tarifa de transporte do projeto está em discussão junto à ANP.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts