Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Abegás apresenta medidas para desenvolver mercado de gás a governador da Bahia

A Abegás apresentou ao governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, uma pauta com cinco propostas para desenvolver o mercado de gás no país. As propostas serão encaminhadas ao consórcio de governadores do Nordeste.

Em reunião com associadas e representantes de distribuidoras de gás natural, a Abegás sugeriu a viabilidade da exploração e produção da Margem Equatorial, em linha com o programa Gás para Empregar, “cumprindo o compromisso social de desenvolvimento, emprego e renda para a população mais pobre”. Parte da Margem Equatorial localiza-se entre o Maranhão e o Rio Grande do Norte.

A Abegás propôs ainda o aumento das infraestruturas de escoamento da produção, de estações de tratamento (UPGNs) e de gasodutos de transporte, além da viabilização do insumo para as indústrias química, petroquímica e de fertilizantes.

“Olhando para o mundo, o apoio a esta pauta reduz a exposição do Brasil na dependência de fertilizantes e preserva a agricultura brasileira”, afirma a Abegás, em nota.

Uma outra proposta envolve a criação de “corredores azuis”, sustentáveis, para atendimento a modais de transporte de carga e de ônibus municipais, em substituição ao óleo diesel. A entidade mapeou as principais rodovias que podem receber tais corredores.

Além disso, a Abegás defendeu o aumento da oferta do insumo para melhorar condição comercial e de competitividade da indústria nacional, também em linha com o programa Gás para Empregar.

“O Brasil precisa gerar renda e empregos, e o setor de gás canalizado tem muito a colaborar. Precisamos de políticas públicas para evoluir rapidamente com a construção de infraestrutura e o crescimento da oferta nacional, garantindo a segurança energética e ganhos ambientais”, disse o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.

“O Governador mostrou entusiasmo com o projeto dos corredores sustentáveis e se comprometeu a levar ao Governo Federal, através dos ministros e do Consórcio dos Governadores do Nordeste, toda essa pauta”, afirmou o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza.

Fonte: Broadcast / Ag.Estado

Related Posts