Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Copel vende distribuidora de gás para Compass por R$ 906 milhões

A Copel anunciou que vendeu o bloco de controle (51%) da distribuidora de gás Compagas para a Compass, empresa de gás natural do grupo Cosan, por R$ 906 milhões. A transação segue em linha com o plano da elétrica paranaense de descarbonizar seu portfólio e focar no segmento de energia elétrica. Pelo lado da Cosan, a transação fortalece a presença da empresa de Rubens Ometto Silveira Mello no Sul do Brasil.

O pagamento pelo “equity” será de 40% no fechamento da operação, 30% até 31 de dezembro de 2025 e 30% até 31 de dezembro de 2026. A data-base da transação é 31 de dezembro de 2023, considerando uma dívida líquida total da Compagas de R$ 182,8 milhões.

A Compagas cresceu 9,1% em 2023. O diretor-presidente da Compass, Antonio Simões, frisa que essa é uma oportunidade de ser mais relevante em um Estado promissor em termos de crescimento e com capacidade para ampliar a rede de gasodutos. “Ao mesmo tempo que estamos realizando uma transação de saída de alguns ativos do Nordeste, a gente tem uma intenção de focar em ativos que têm potencial de destravar valor […] e com o controle da Compagas temos a chance de implementar nosso modelo de gestão e aproveitar o potencial do Estado do Paraná”, afirma Simões. O executivo se refere ao acordo que a Infra Gás detém com a Compass para compra dos 51% na Norgás, holding que tem participações nas concessionárias CEGÁS (CE), Copergás (PE)e Algás (AL). O compromisso foi assumido pela Compass para garantir o aval do Cade na compra da fatia da Petrobras na antiga Gaspetro, em 2022, por R$ 2,1 bilhões, e para evitar concentração de mercado.

Simões garante que o plano para os próximos cinco anos da Compagas permanece. Recentemente a Compagas anunciou investimentos de R$ 505 milhões e a entrada na cadeia do biometano, um combustível renovável que tem aplicações similares ao do gás natural. Ele reforça ainda que o investimento também atende o projeto de descarbonização do portfólio da Compass, já que recentemente a Compagas entrou no segmento de biometano.

Fonte: Valor Econômico

Related Posts