Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Produção de petróleo no País deve fechar 2013 em queda

A produção média de petróleo em novembro foi de 2,081 milhões de barris por dia (bbl/d), alta de 1,8% ante igual mês do ano anterior e ligeira elevação de 0,1% sobre outubro, informou a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), ao divulgar o Boletim da Produção de novembro.

A expectativa do mercado é que a produção termine este ano estável ou em queda, impactada pela Petrobras.

A produção média de gás natural foi de cerca de 79,1 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), avanço de 7,8% frente a novembro de 2012 e alta de 8,5% em relação a outubro. No total, a produção média de petróleo e gás natural no Brasil foi de 2,578 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d).

A produção em poços localizados na camada pré-sal registrou alta de 10,8% em novembro em relação a outubro. A nova fronteira petrolífera brasileira teve produção média de 339,4 mil bbl/d de petróleo e 11,5 milhões de m³/d de gás natural, totalizando 412,0 milboe/d. A produção no pré-sal é oriunda de 28 poços.

Considerando todas as áreas, o campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, registrou a maior produção o média de petróleo no mês, com 275,1 mil bbl/d. O de Manati, na Bacia de Camamu, foi o maior produtor de gás natural, com uma média de 6,2 milhões de m³/d.

A plataforma P-56, localizada no campo de Marlim Sul, com oito poços a ela interligados, registrou a maior produção (em torno de 137,8 mil boe/d). A ANP registrou também a entrada em produção do campo de Papa-Terra, localizado na Bacia de Campos.

Operada pela Petrobras, o campo produziu em torno de 4,3 mil bbl/d em novembro. Cerca de 92% da produção de petróleo e gás natural é da Petrobras. A estatal trabalha com a meta de registrar produção estável em 2013, variandodequedade2% aligeira alta de 2%.

Expectativa. A presidente da Petrobras, Graça Foster, já sinalizou que a meta deverá ficar mais para a queda. Para o ano de 2014, a expectativa é de alta na produção. A Petrobras recebeu nove unidades de produção, que estão entrando em operação.

Segundo Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), as projeções mais otimistas do mercado indicam uma alta na produção da Petrobras de 7% em 2014. O especialista destaca, porém, que isso significará apenas retomar o nível de produção de 2010.

“No fim do dia, agente conclui que a Petrobras perdeu três anos”, diz Pires, citando a falta de investimentos, atrasos na entrega de equipamentos (inclusive por causa de exigências de conteúdo local) e o declínio na produção da Bacia de Campos (natural, ao longo do tempo) como fatores para a estagnação da produção.

No fechamento do pregão de ontem da BMF&Bovespa, as ações ordinárias da Petrobras encerraram em queda de 3,03%. As ações preferencias caíram 1,97%.

Petróleo. Meta da estatal era de produção estável em 2013Óleo e gás
2,578 milhões de barris de óleo equivalente por dia foi a produção média no País
10,8% foi a alta na camada pré-sal

Fonte: O Estado de S.Paulo

Notícias relacionadas