Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo atinge maior valor desde 2014, mas oscila após fechamento

Os preços do petróleo WTI caíram nesta segunda-feira no pregão eletrônico após o fechamento depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmar pelo Twitter que anunciará sua decisão sobre o acordo que envolve o programa nuclear do Irã na terça-feira, às 15h (de Brasília) na Casa Branca.

O anúncio virá antes da data final para a decisão – 12 de maio – e ajudará a aliviar a incerteza quanto ao possível retorno das sanções econômicas ao Irã, o que poderia diminuir a oferta global de petróleo.

O contrato WTI para junho opera a US$ 69,99 por barril no pregão eletrônico, abaixo do valor de fechamento, de US$ 70,73, que foi o maior nível desde novembro de 2014.

Em Londres, o contrato do barril do tipo Brent fechou a US$ 76,17 nesta segunda-feira.

Mais cedo, Trump se referiu ao acordo com os iranianos como “o pior já feito” e vai decidir se reintroduz as sanções ou se concede a Teerã um perdão. As sanções tinham sido suspensas no âmbito do acordo internacional de 2015 sobre o programa nuclear do Irã.

Com interrupções de fornecimento na Venezuela, e os integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) mantendo grande compromisso de reduzir a produção, um possível corte adicional da produção do Irã será mais um fator a se contrapor ao aumento da produção dos EUA, apontam alguns analistas.

O banco de investimentos Emirates NBD acredita que as sanções de Washington contra Teerã podem reduzir a oferta global de petróleo em 800 mil barris por dia. À CNBC, o economista-chefe do Emirates NBD, Tim Fox, observou que a renovação das sanções dos EUA pode ter implicações mais amplas diante da influência do Irã no Oriente Médio e seu papel nas crises regionais como Síria e Iemên.

Para Stuart Ive, gestor da OM Financial, a escalada das tensões com o Irã pode restringir a passagem de petróleo pelo estreito de Hormuz, no Golfo Pérsico. Segundo ele, as duras posições assumidas pelos EUA e o Irã significam que “o acordo nuclear já está praticamente morto”.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts