Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Distribuidoras de 12 estados lançam chamada pública para compra de gás

Distribuidoras de gás natural de 12 estados lançarão duas chamadas públicas em conjunto para compra de gás de novos supridores. Serão realizados dois processos: um envolvendo empresas do Centro-Sul do país e outro no Nordeste. Os editais serão lançados nesta sexta-feira (10/8) e no próximo dia 14/8, respectivamente.

No processo do Centro-Sul, cinco distribuidoras, localizadas na região Sul e nos estados de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, farão uma chamada para comprar 10 milhões de m³/dia, conforme antecipou a Brasil Energia no dia 23/7. O objetivo é buscar diversificação de fontes, uma vez que todas elas são atendidas pelo Gasoduto Brasil-Bolívia (Gasbol), com início do suprimento a partir de 2020. Os editais serão divulgados nos sites de cada distribuidora.

Participam desse processo a Sulgás (RS), SCGás (SC), Compagas (PR), GasBrasiliano, que atende ao Noroeste de São Paulo, e a MSGás (MS). A ação foi decidida após estudos indicarem oportunidades de formatação conjunta de um edital e termo de referência para este fim. Somadas, as cinco distribuidoras atendem mais de 134 mil consumidores de gás natural e possuem mais de 4,4 mil quilômetros de redes de distribuição em 161 municípios.

Devido à especificidade das características de cada distribuidora em relação a volumes e pontos de entrega, os editais são individuais para cada companhia. Entretanto, todas as demais informações relativas ao processo serão tratadas de forma coordenada entre as cinco concessionárias.

A contratação em bloco pelas distribuidoras começou a ser costurada no fim de julho, com reuniões realizadas em Curitiba pelos representantes de cada empresa a fim de definir a modelagem da chamada pública.

No Nordeste, a chamada será realizada pela Algás (AL), Bahiagás (BA), Cegás (CE), Pbgás (PB), Copergás (PE), Potigás (RN) e Sergás (SE). Assim como na chamada pública das distribuidoras do Centro-Sul, o processo será feito de forma coordenada, mas cada companhia lançará seu próprio edital para a aquisição do gás.

A modalidade de contratação de gás proveniente de novos supridores tem sido alternativa adotada pelas distribuidoras diante do reposicionamento estratégico da Petrobras – de desinvestimentos em ativos e saída do mercado de distribuição de gás natural.

No ano passado, a distribuidora baiana, por exemplo, já havia realizado chamada pública para contratação de gás, que resultou na compra de aproximadamente 1 milhão de m³/dia.

 

Fonte: Brasil Energia Online

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Você deve ser logado postar um comentário.