Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha em queda acentuada com dúvidas sobre corte de produção

O petróleo fechou em forte queda a quinta-feira (6), com a Arábia Saudita levantando dúvidas sobre a perspectiva de um novo acordo de corte de produção entre a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados, incluindo a Rússia.

Os contratos do petróleo WTI para janeiro fecharam em queda de 2,64%, a US$ 51,49 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex), enquanto os do Brent para fevereiro recuaram 3,65%, a US$ 59,31 por barril, na ICE, em Londres.

Na tarde desta quinta, o ministro da Energia da Arábia Saudita, Khaled al-Falih, disse que o grupo não alcançou um acordo sobre o tamanho dos cortes a serem estabelecidos e que ele não estava mais confiante de que isso será alcançado na sexta-feira (7). O ministro disse que a Opep está debatendo um corte de cerca de 1 milhão de barris diários, o que ficaria em linha

com as previsões mais pessimistas entre os analistas de mercado.

A Opep concordou em estabelecer um corte de produção, mas adiou a decisão sobre os volumes até a sexta-feira, quando começa a negociação com a Rússia. Permanecem dúvidas também sobre quais países serão isentos do corte, com Líbia, Irã, Nigéria e Venezuela pedindo isenções especiais do acordo.

Alguns analistas dizem que a decisão da Opep de essencialmente não tomar uma decisão antes de se encontrar com a Rússia, na sexta-feira, é um sinal preocupante de que a organização está perdendo a capacidade de manter os mercados nos trilhos. “O mercado está cada vez menos confiante na Opep”, disse Kyle Cooper, consultor da ION Energy.

As disputas internas dentro da organização também prejudicam a capacidade da Opep de controlar os preços da commodity, com alguns membros do cartel culpando o excesso de produção da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos, e defendem que os dois países deveriam sofrer os maiores cortes de produção.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts

Leave a reply

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.