Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Cresce demanda por gás natural no Estado e Cegás procura novos fornecedores

A necessidade de aumentar o fornecimento de gás natural do Ceará – cuja demanda cresceu 15% em 2018, de acordo com a Cegás – e a implementação dos aterros sanitários regionais em Sobral, Limoeiro do Norte e Cariri, que ocorrerá este ano, podem fazer do Ceará uma referência em utilização de gás renovável. Atualmente, 15% dos 550 mil m³ de gás natural que o Estado consome é produzido pela usina GNR Fortaleza no Aterro Sanitário de Caucaia, que gera biometano a partir da decomposição dos dejetos. “O Ceará é pioneiro na utilização do gás renovável. Para se ter uma ideia, a Suécia, que é a grande referência, utiliza 10% de gás gerado em aterros”, explica o presidente da companhia, Hugo Figueiredo.

AMPLIAÇÃO DA BASE DE FORNECEDORES

A GNR e a Cegás negociam a ampliação da produção dos atuais 81 mil m³ para 130 mil m³ até 2020. Além disso, a Cegás participa de uma Chamada Pública coordenada com outras seis distribuidoras de gás do Nordeste, aberta até o próximo dia 31, para ampliar a base de fornecedores. De acordo com Figueiredo, a demanda deve continuar crescendo ao menos 6% ao ano e deve-se “à recuperação da economia e a várias ações de mercado da Cegás para divulgar a vantagem do gás natural”, que renderam 2,5 mil novos usuários em 2018.

 

Fonte: O Povo (CE)

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Você deve ser logado postar um comentário.