Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha sem direção única após fala de ministro do Irã e estoques dos EUA

Os contratos futuros de petróleo fecharam sem direção única na quarta-feira, 1º de maio, de baixa liquidez em função do feriado do Dia do Trabalho, após o ministro do Petróleo do Irã, Bijan Zanganeh, afirmar que é uma “ilusão” o desejo dos Estados Unidos de levar as exportações de petróleo iraniano a zero, e o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) americano divulgar que os estoques de petróleo doméstico subiram muito mais do que o previsto na semana passada.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para entrega em julho fechou em queda de 0,45%, cotado a US$ 63,69. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do Brent para julho subiu 0,17%, para US$ 72,18 por barril.

Pela manhã, durante uma conferência de gás e petróleo em Teerã, o ministro Zanganeh reiterou as declarações do presidente iraniano, Hassan Rouhani, de que o país deve resistir às sanções dos EUA.

“O mercado de petróleo não pode ser administrado superestimando as coisas e criando uma atmosfera psicológica”, afirmou Zanganeh.

A declaração fez com que os preços recuassem diante da possibilidade de o Irã não ter sua produção tão impactada quanto o esperado após as sanções.

Além disso, o DoE divulgou nesta quarta-feira relatório semanal no qual afirma que os estoques de petróleo americano subiram 9,934 milhões de barris na semana encerrada no dia 26 de abril, muito acima do aumento de 900 mil barris previstos por analistas do Wall Street Journal.

Na mesma linha, os estoques de gasolina também mostraram avanço, de 917 mil barris, contrariando a previsão de queda de 1,0 milhão de barris.

 

Fonte: IstoÉ Dinheiro / Estadão Conteúdo

Related Posts