Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha em forte alta com queda do dólar e noticiário positivo

Os preços do petróleo fecharam em alta acentuada nesta quarta-feira (04), impulsionados por uma combinação de notícias positivas para os preços da commodity.

O contrato do WTI para outubro fechou em alta de 4,30%, a US$ 56,26 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex), enquanto o Brent para novembro avançou 4,18%, a US$ 60,70 por barril, na ICE, em Londres.

O otimismo geopolítico foi o primeiro fator, depois que o governo de Hong Kong decidiu atender a demanda dos manifestantes e cancelar o projeto de lei de extradição. O índice de Hong Kong subiu 3,90%, maior alta desde novembro, e o otimismo também ajudou a derrubar o dólar ‒ que normalmente tem correlação negativa com o petróleo.

Mais cedo, os Estados Unidos anunciaram sanções a uma rede de empresas, navios e indivíduos supostamente ligados à Guarda Revolucionária do Irã, o que também ajudou a impulsionar o preço da commodity. As empresas incluídas na lista ficariam proibidas de negociar com cidadãos e empresas dos EUA.

Ainda assim, alguns investidores do segmento continuam preocupados com o fato de as perspectivas globais ainda permanecem

fracas, marcadas por tensões comerciais entre americanos e chineses e sinais de enfraquecimento do crescimento econômico,

inclusive nos EUA ‒ fatores que podem limitar a demanda por petróleo.

“A guerra comercial em curso entre as maiores economias do mundo prejudicou a China talvez mais do que os Estados Unidos, mas agora também surgiram alguns sinais de desaceleração na economia americana, principalmente o índice de gerentes de compras de manufatura do ISM, um importante indicador de fábrica, que contraiu inesperadamente pela primeira vez desde 2016 ”, escreveu Fawad Razaqzada, analista de mercado do Forex.com, em um relatório de pesquisa divulgado nesta quarta.

Fonte: Valor Online

Related Posts